Paranatinga, 16 de Maio de 2021

Regional

Onça é flagrada a menos de 300 metros de casa em Chapada

Publicado 25/04/2021 22:27:37


Desde 2014, os biólogos Leen Gillis e André Moratelli, de 39 e 38 anos, tentam fotografar uma onça na propriedade deles no Vale do Jamacá, em Chapada dos Guimarães (a 64 km de Cuiabá).

 

Na semana passada, o animal finalmente apareceu em uma das trilhas, a menos de 300 metros da casa. 

 

A onça foi fotografada às 18h43 do dia 19 de abril.

 

Ao MidiaNews, Leen contou que na mesma trilha onde a onça foi fotografada, as câmeras já registraram a passagem de tamanduás, antas, tatus e jaguatiricas. 

 

Natural da Bélgica, ela explicou que muitos contavam histórias sobre a existência de onças em Chapada dos Guimarães. 

 

Para ela, é como se o animal fosse um "fantasma", já que nunca chegou a vê-lo naquela região. 

 

 

Leen é da Bélgica, mas mora em Chapada dos Guimarães com o marido e dois filhos

"O pessoal antigo sempre falava de onças, mas nunca tínhamos visto por aqui. Falavam como se fosse um 'fantasma': todo mundo via os rastros, mas ninguém nunca a via. Dessa vez conseguimos", disse. 

 

Leen contou que ficou muito feliz assim que viu que a câmera deixada na trilha havia fotografado a onça, apesar do susto de saber que o animal havia passado tão perto da casa. 

 

"Foi muito legal, fiquei muito animada, porque trabalhamos com turismo e observação da vida selvagem. Mas a onça é vista, principalmente, no Pantanal, por isso ficamos alegres, mas também assustados, porque temos crianças e ela chegou perto", explicou. 

 

No entanto, Leen explicou que, apesar de ser natural sentir medo de animais como a onça, não há registros de que ela ataque pessoas. O alerta da bióloga é apenas para que as pessoas não andem sozinhas na mata. 

 

Leen explicou que acredita que os animais prefiram se locomover pela trilha e por isso a câmera colocada no local já registrou a passagem de dezenas deles. 

 

A belga é casada com um cuiabano desde 2009. Para ela, a oportunidade de observar tão de perto a vida é selvagem é diferente de tudo que ela já viveu na Bélgica. 

 

"É incrível para mim. Mandei no grupo da minha família e parece surreal para eles. Aqui vemos macacos-prego e quatis todos os dias no quintal. É totalmente diferente da Bélgica, onde é difícil ver animais silvestres", contou. 

 

A meta do casal é terminar a construção de uma pousada no local, mas por enquanto a propriedade serve apenas como moradia e escritório da empresa de turimos deles, a Pantanal Jaguar Safaris.

 

 

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE