Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Paranatinga, 22 de Setembro de 2021

Brasil

Preso por engravidar menina de 12 anos disse que namorava há 9 meses

Publicado 26/07/2021 17:49:44


CRESCER



 

Uma notícia chocou o mundo há poucos dias. Um homem de 24 anos de Oklahoma, nos Estados Unidos, está sendo acusado de estupro em primeiro grau depois de engravidar uma menina de apenas 12 anos. Ele foi preso quando a levou ao hospital para dar à luz no dia 14 de julho. No entanto, segundo a polícia, os dois ficaram confusos quando as autoridades foram chamadas, pois não entendiam "o que havia de errado". Durante seu interrogatório, Juan Miranda-Jara ainda admitiu à polícia que mantém um relacionamento com a criança desde outubro de 2020 e a engravidou, informou o Meaww.

“Sabemos que há muitas pessoas na comunidade que estão chocadas com isso, enojadas com isso, perturbadas com isso e têm muitas perguntas, toda uma gama de emoções”, disse o policial Danny Bean, à FOX23. “Mas, com o tempo, seremos capazes de dar a comunidade as respostas que eles querem. Simplesmente não temos todas as respostas agora, pois não queremos comprometer a investigação, que está começando agora", completou. Apesar da pouca idade, a menor deu à luz uma filha saudável e sem complicações. Mais tarde, as duas tiveram alta do hospital. Já Miranda-Jara foi preso sob a acusação de estupro em primeiro grau, mas a polícia disse que ele pode enfrentar outras acusações relacionadas à gravidez da menor.

Segundo a polícia de Tulsa, casos semelhantes aconteceram no ano passado. Em fevereiro de 2020, soube-se que uma menina de 10 anos estava grávida de oito meses após ter sido estuprada por seu irmão de 15. Em outubro de 2020, uma menina grávida de 11 anos morreu após o parto. Segundo a polícia, ela foi estuprada por dois anos por um homem de 43 anos; e outra menina de 12 anos foi estuprada por três primos menores durante um período de cinco meses, resultando em sua gravidez.

Sobre o caso

Os policiais disseram que foram chamados ao Hillcrest Medical Center para uma denúncia de um estupro potencial envolvendo uma menina de 12 anos. Ela chegou ao local já em trabalho de parto, de acordo com o Departamento de Polícia de Tulsa. A polícia disse que Juan afirmou que era o pai da bebê e pareceu confuso sobre o motivo pelo qual os policiais foram chamados ao hospital. "Eles entraram como qualquer outro casal animado para dar à luz seu filho", disse Danny Bean.

Ele disse ainda que o casal achava que a situação estava "bem" e não via nada de errado. Miranda-Jara esperava ir para casa com sua namorada menor de idade e a filha recém-nascida, como se fosse legal. A idade de consentimento em Oklahoma é 16 anos. A polícia não disse como o casal se conheceu e por que ela teve permissão para ter uma relação sexual com o homem. Também não se sabe como a menina, que tinha idade suficiente para estar na quinta ou sexta série da escola, foi capaz de carregar seu bebê até o fim sem que ninguém relatasse a gravidez às autoridades. Acredita-se que ela não fez pré-natal. 

De acordo com várias postagens nas redes sociais, os parentes de Miranda-Jara supostamente sabiam de sua relação com a menor e até a aprovavam. Em sua página do Facebook, que agora foi excluída, ele disse abertamente que estava em um relacionamento com a menina e, inclusive, compartilhou fotos de seu chá de bebê. Em uma das fotos, ele é visto alegremente posando com a grávida de 12 anos, que usava um vestido floral, com balões rosa e uma torre de cupcake ao fundo. O homem está preso e deve ser levado ao tribunal em 26 de agosto.

Entre no grupo do Paranatinga News no WhatsApp e receba noticias em tempo real. CLIQUE AQUI

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE