Paranatinga, 25 de Fevereiro de 2018

Variedades

Cuiabá é a capital com acompanhantes de luxo mais caras do Brasil

VEJA OS PREÇOS | 16/01/2018 14:12:19


Levantamento feito pelo site Sweetlicious.net mostra que a capital mato-grossense é a cidade que oferece o serviço de acompanhante de luxo mais caro do país. Conforme a pesquisa, que ouviu 1.306 pessoas por meio do portal, em Cuiabá a contratação deste tipo de profissional do sexo sai a R$ 583.

Cuiabá supera em valores as capitais São Luis (MA), onde a acompanhante cobra cerca de R$ 410,00; Brasília (DF) e Belém (PA) R$ 400,00;  Porto Alegre (RS) R$ 361,00; Florianópolis (SC) R$ 350,00; Curitiba (PR) R$ 349,00;  Rio de Janeiro (RJ) R$ 345,50; São Paulo (SP) R$ 334,50 e Macapá (AP) R$ 325,00.

O valor cobrado em Mato Grosso pelas acompanhantes de luxo também supera os praticados no restante do país. A média do estado foi avaliada em R$ 476,00, enquanto no DF, ocupante do segundo lugar na pesquisa, o custo ficou em R$ 391,00. Sergipe é o estado onde o serviço é mais barato, segundo o levantamente. Para ter a companhia de uma acompanhante de luxo é preciso desembolsar em média R$ 232,50. O custo médio no Brasil ficou em R$ 306,50.

Além dos valores cobrados por acompanhantes de luxo, o site também questiona quanto se paga em cada localidade para desfrutar da companhia de prostitutas de bordel e prostitutas de rua. A pesquisa intitulada "Quanto custa uma prostituta na sua cidade" obteve 766 respostas no que diz respeito a categoria acompanhante de luxo, 771 respostas no quesito prostituta de bordel e 662 no prostituta de rua. Os resultados foram obtidos consultando  pessoas de todos os 26 estados e o Distrito Federal.

Prostitutas de bordel

No ranking dos valores pagos pelos serviços de prostitutas de bordel, Mato Grosso ficou em segundo lugar entre os Estados nos quais os valores cobrados são os mais altos, perdendo apenas para o Espírito Santo, no qual o programa sai a R$178,50. Aqui as prostitutas cobram em média R$ 176,00.

Já o Estado com custo mais baixo é Alagoas, onde a contratação sai por R$ 98,00. A média no país ficou em R$ 138,50.

Em Cuiabá a média do serviço ficou em R$ 181,00, sendo a terceira capital com o custo mais elevado do país, perdendo somente para Porto Alegre (RS) e Vitória (ES), onde são cobrados R$194,50 e R$ 193,50, respectivamente.

Prostitutas de rua

Quando o local de trabalho das profissionais do sexo é a rua, o Estado onde a contratação mais onera é o Tocantins (R$114,00), seguido do Maranhão (R$107,50), Espírito Santo (R$104,50), Mato Grosso do Sul (R$100,00) e Mato Grosso (R$ 97,50). 

Já o Estado com o serviço mais barato é Alagoas, onde se cobra em média R$ R$ 47,50. A média do país ficou em R$84,50.
De acordo com as pessoas ouvidas, o melhor jeito de contratar serviços é procurando boates e também através de sites.
 

 

 

Fonte: HIPERNOTÍCIAS

FACEBOOK