Paranatinga, 25 de Setembro de 2018

Tecnologia

Focada em som, Bose lança tecnologia para óculos de realidade aumentada

óculos de realidade | 13/03/2018 11:17:05


A Bose anunciou seus próprios óculos de realidade aumentada. Entretanto, a proposta é não dar indicações por sinais na tela, mas utilizar sons. Anunciado durante o South By Southwest (SXSW), evento de tecnologia, criatividade e entretenimento que acontece em Austin, nos EUA, o Bose ARjá tem um protótipo e um plano de que 10 mil aparelhos sejam enviados a desenvolvedores e produtores até o meio do ano.

O gadget funciona da seguinte forma: ele combina dados dos sensores de movimento com informações de GPS do telefone do usuário, de forma que precisa de conexão Bluetooth entre os dois. O Bose AR tem sensores capazes de detectar até nove direções e enviar para o celular dados de movimentos e para onde o usuário está olhando. Nas “pernas” do óculos, há pequenas caixas de som que enviam sons para o ouvido do usuário. Assim, a proposta básica é que, quando uma pessoa estiver olhando para um ponto, possa acionar um som.

Por exemplo, os jornalistas presentes no evento foram convidados a colocar o protótipo e andar pelas ruas de Austin. Quando paravam em frente a algum estabelecimento, ouviam uma pequena descrição do local.

Outra demo convidava o usuário a escolher entre músicas somente com o movimento de cabeça. Na mudança de ambiente, como de um lugar calmo para outro mais agitado, o aparelho pergunta se o usuário gostaria de uma música que abafe o som externo. Estas são algumas utilidades propostas, mas a Bose espera que os desenvolvedores possam ir além com ideias para o aparelho.

Um dos principais gargalos para quaisquer tecnologias como esta é convencer desenvolvedores a produzirem conteúdos para o gadget. Por isso, a Bose destina US$ 50 milhões para aqueles que se comprometerem a produzir para a plataforma. Atualmente já contam com parceria de empresas de avaliação como Yelp, TripAdvisor e a companhia de produtos fitness Strava.

“Nós estamos conversando com vários produtores de wearables voltados aos olhos”, explica Santiago Carvajal, gerente de negócios da Bose. Embora haja interesse em grandes empresas como Ray-Ban e Warby Parker, ainda não há parceiros confirmados para utilização da tecnologia.

Na SXSW, a Bose mostrou algumas possibilidades de combinações com capacetes de ciclismo, óculos de grau e até modelos que lembram fones de ouvido. Basicamente, a ideia é que qualquer óculos possa vir com a tecnologia de som. Mas por que não usar direto um fone de ouvido? “Nós estamos usando óculos há anos, eles são bem recebidos por todos”, explica Carvajal.

O protótipo apresentado pela Bose na SXSW foi feito em impressora 3D e possui as saídas de som internas, sensores de movimento e um touchpad lateral.  

 

Fonte: canaltech

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE