Paranatinga, 22 de Outubro de 2017

Tecnologia

Apple apresenta oficialmente o novo iOS 11; confira todas as novidades

Apple | 06/06/2017 09:58:31


 O esperado, a nova versão do sistema mobile da Apple foi anunciada oficialmente nesta segunda-feira (5). No palco da WWDC, o presidente da Maçã Tim Cook tornou pública a chegada do iOS 11, uma das mais aguardadas para o evento de hoje, e todas as novas funcionalidades da plataforma foram esmiuçadas pelo vice-presidente sênior de engenharia de software da companhia Craig Federighi.

 

Novidades no iMessage

 

Uma das novidades apresentadas nesta tarde inclui a expansão do Apple Pay para pagamentos entre pessoas. A partir da atualização do sistema, usuários do iOS poderão transferir dinheiro usando o sistema de pagamentos direto no iMessage. Com isso, a companhia apresenta uma solução própria para concorrer em um mercado onde Facebook e outras empresas independentes e mais específicas já atuam.

 

A partir do iOS 11, sempre que alguém enviar uma mensagem dizendo que você deve algum dinheiro, o texto se transforma automaticamente um link. Então, basta tocar sobre ele para realizar o pagamento sem grandes transtornos por meio do Apple Pay.

 

Outro novo recurso relacionado ao iMessage apresentado durante a WWDC inclui ainda a utilização da nuvem para sincronizar mensagens entre dispositivos móveis e os desktops e notebooks da empresa. Assim, o “Messages in Cloud” permite que o conteúdo visualizado ou excluído em um dispositivo também seja visualizado ou excluído em outro.

 

Além disso, agora é possível fazer um backup de suas mensagens, mantendo apenas os conteúdos mais recentes disponíveis em seus dispositivos. Fazendo isso, apenas o que interessa mais fica acessível pelo aparelho: o restante está guardado em sua conta do iCloud e precisa de login e senha para ser acessado.

 

A gaveta de aplicativos do iMessage, recurso por meio do qual um usuário acessa outros apps e stickers, também foi redesenhado e está mais acessível. Agora, a Apple garante que ficou mais fácil compartilhar músicas e aplicativos e também decorar as mensagens trocadas com todos os seus contatos.

 

Siri mais inteligente

 

Os anúncios envolvendo a Siri mostram um trabalho árduo da Apple para aprimorar um de seus principais softwares da atualidade. A assistente pessoal já está funcionando em 375 milhões de dispositivos e acaba de ganhar novos recursos, como o uso de aprendizado de máquina para aprimorar a forma como ela fala com um usuário.  Por enquanto, o recurso está disponível apenas em inglês, mas já oferece uma interação por voz muito mais natural.

 

A Siri trabalha para soar mais natural e agora é capaz de realizar traduções entre alguns dos idiomas mais usados no mundo

 

E a Siri também ganhou a capacidade de traduzir coisas. O recurso ainda está em fase de testes, mas promete facilitar a vida de quem precisa descobrir como falar algumas frases em outro idioma. Por enquanto, a função está disponível apenas em inglês, chinês, francês, alemão, italiano e espanhol, mas é provável que seja expandida no futuro.

 

A assistente pessoal da Maçã está ainda mais inteligente e agora é capaz de aprender com o usuário. Conforme você usa o seu dispositivo, a assistente fica de olho em suas práticas mais comuns a fim de oferecer novos conteúdos do seu interesse. Esta função usa ainda informações como agenda e localização para apresentar sugestões.

 

Fotos melhores e menores

 

Usuários de dispositivos móveis da Apple produzem cerca de 1 trilhão de imagens por ano, o que exige bastante espaço para guardar tudo. Pensando nisso, a Apple trouxe um novo sistema de codificação padrão para o sistema, o HEIF. Acrônimo para High Efficiency Image Format (Formato de Imagem de Alta Eficiência, em tradução livre), o formato substitui o JPEG como o padrão das imagens criadas no iOS 11 e oferece imagens com a mesma qualidade, mas ocupando menos espaço.

 

Apple substitui JPEG pelo HEIF e oferece imagens melhores e que ocupam menos espaço no sistema

 

Além disso, a nova codificação se dá melhor com fotos feitas em ambientes com baixa iluminação e conta com um sistema de estabilização óptica aprimorado. Ainda no âmbito das imagens, a nova versão do iOS traz a Depth API, uma API capaz de aproveitar melhor a câmera traseira dupla do iPhone.

Este combo de novidades deve ampliar a ainda mais a qualidade da captura de imagens nos portáteis da Maçã, um campo no qual a empresa já é destaque.

 

Mais novidades fotográficas

 

A criação de álbuns está muito mais simples no iOS 11 com as novas Memories. O recurso, introduzido no ano passado no app de fotos, agora conta com a criação automática de álbuns usando fotos antigas. A novidade é semelhante a um recurso já presente no Google Fotos e funciona como uma lembrança de imagens capturadas neste dia em anos anteriores.

 

O Live Photos do iOS 11 também foi aprimorado. Agora, ele oferece um recurso de loop semelhante ao Boomerang, do Instagram, e permite que as fotos animadas sejam reproduzidas de forma contínua — ou seja, viram GIFs, como você confere na imagem acima.

 

Nova central de controle

 

O painel por meio do qual se controla diversos recursos do iOS está de cara nova. Com suporte ao 3D Touch, agora é possível tirar ainda mais proveito dos atalhos do sistema presentes no menu. Além disso, a tela de notificações agora tem um visual igual ao da tela de bloqueio do iOS, criando assim um padrão visual sempre muito bem-vindo.

 

Também de forma semelhante ao que acontece em várias versões de Android modificadas por fabricantes parceiras da Google, o novo iOS vai trazer mais botões na tela de controle, permitindo um controle mais amplo da plataforma sem a necessidade de navegar por diversas telas e menus diferentes.

 

Realidade aumentada

 

Amantes da realidade aumentada finalmente começaram a ser contemplados pela Maçã. A companhia anunciou durante o keynote da WWDC 2017 uma nova plataforma para desenvolvedores criarem recursos com esta tecnologia dentro do iOS. O kit de desenvolvimento ARKit vai oferecer recursos de ponta para a criação deste tipo de conteúdo.

 

Mapas: indoor e outdoor

 

Se você está dentro de grandes estabelecimentos, como shoppings e aeroportos, ter um mapa do lugar disponível em seu smartphone ou tablet pode ser essencial, certo? Pensando nisso, a Apple apresenta exatamente este recurso de mapas indoor para alguns lugares como estes em cidades selecionadas.

 

Atualmente, estarão disponíveis os mapas de shoppings centers localizados nas seguintes localidades: Boston, Chicago, San Francisco, Los Angeles, Nova York, Filadélfia, San Jose, Washington DC, Hong Kong, Londres e Tóquio. Além disso, 20 grandes aeroportos espalhados pelo mundo também terão seus mapas internos replicados dentro do iOS 11.

 

Sem distrações ao volante

 

Indo para as ruas, os mapas da Apple agora trazem novidades bem interessantes do ponto de vista de usabilidade e segurança. A principal delas é a função “Do Not Disturb While Driving” (não perturbe enquanto estiver dirigindo, em tradução livre), que detecta automaticamente quando você está dirigindo e evita notificações ao longo do deslocamento.

 

Para evitar que conteúdos importantes passem batido, a Apple vai permitir que o usuário defina contatos prioritários que terão as suas mensagens notificadas mesmo assim.

 

Mais novidades

 

As demais novidades do iOS 11 incluem ainda uma nova funcionalidade no Apple Music, que permite a cada usuário criar um perfil dentro da plataforma de streaming, recurso igual ao já existente no Spotify. Com isso, é possível seguir e ser seguido por outros utilizadores do serviço, acompanhar as playlists de seus contatos e também ver o que eles tão ouvindo no momento (será possível manter a discrição por meio de sessões privadas).

 

Novo Apple Music conta com sistema de perfis semelhante ao do Spotify

 

O Apple Home também ganhou novidades e agora conta com suporte para mais acessórios, como os speakers AirPlay2. Este recurso, aliás, agora pode ser controlado de forma mais simples por meio da central de controle, do Apple Home ou da Siri.

 

Para facilitar a vida dos usuários do iOS especialmente no iPhone Plus, que tem a tela maior, o iOS 11 traz um recurso especial: um teclado para digitar com uma mão só. A novidade permite encurtar o tamanho do teclado digital, facilitando assim o acesso a cada tecla usando quando o usuário segura o dispositivo e digita com uma mão só.

 

Por fim, a App Store ganhou um novo visual para tornar apps e jogos mais “descobríveis” quando a loja é acessada por meio do iOS 11. A ideia é “revelar histórias por trás dos desenvolvedores do iOS e dos apps e jogos incríveis criados por eles”, segundo informa a própria Maçã.

 

Exclusivo no iPad

 

Algumas funções novas do iOS 11 anunciadas nesta segunda-feira são exclusivas do iPad. Uma delas é a função “arrastar e soltar”, garantindo a transferência de arquivos e dados entre dois apps de forma mais simples e aprimorada. Esta função pode ser utilizada sempre que o usuário usa o tablet com a tela dividida.

Além disso, a Apple também anunciou a criação de um dock semelhante ao do macOS dentro do iOS 11 no iPad. Com espaço preditivo, o sistema utiliza o aprendizado de máquina para definir quais aplicativos são prioritários para o usuário, exibindo todos eles no dock. Outra novidade exclusiva do iPad é um app switcher, deixando a alternância entre os aplicativos abertos no tablet ainda mais ampla e precisa.

 

No iPad, o iOS 11 também foi aprimorado para trabalhar melhor com a Apple Pencil. Com isso, a nova versão do sistema permite, por exemplo, a criação de novas Instant Notes diretamente da tela de bloqueio do tablet.

 

Por fim, a última novidade exclusiva do iPad é um novo gerenciador de arquivo que vai reunir em um único lugar todos os arquivos do usuário. Por meio dele, é possível acessar os dados guardados na nuvem, em serviços como iCloud, Dropbox, Google Drive e OneDrive, e também aqueles armazenados localmente, no próprio dispositivo.

 

Para desenvolvedores

 

Uma conferência para desenvolvedores não poderia deixar a categoria de lado. Assim, a Apple apresentou nesta tarde alguns recursos direcionados aos criadores de apps e jogos para a sua plataforma, como novos kits de desenvolvimento para o Apple Home (HomeKit), para a Siri (SiriKit) e também para o Apple Music (MusicKit).

Além disso, a companhia apresentou o CoreML, um kit de desenvolvimento que pretende facilitar a criação de apps que utilizam aprendizado de máquina para oferecer recursos mais inteligentes aos usuários.

 

Beta até o final de junho

 

Atualmente, o iOS 11 já está disponível de forma restrita para os participantes do iOS Developer Program — caso você esteja cadastrado , acesse o developer.apple.com e faça o download da nova versão do sistema. Além disso, a Apple informa que os demais usuários poderão ter acesso à versão beta do sistema até o final de junho — ela estará disponível em beta.apple.com.

 

Lançamento oficial

 

A Apple informa também que o iOS 11 estará disponível no terceiro trimestre de 2017. A nova versão do sistema mobile será compatível com os seguintes dispositivos: iPhone 5s ou versões superiores, todos os modelos do iPad Air e iPad Pro, iPad de 5ª geração, iPad mini 2 ou versões superiores e iPod touch de 6ª geração.

 

 

 

 

Fonte: Tec mundo

FACEBOOK