Paranatinga, 17 de Abril de 2021

Saúde

Gallo: “Se você preservar a saúde, você preserva a economia”

Publicado 26/03/2021 08:46:39


REDAÇÃO

O secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo, criticou o chamado "falso dilema" criado pelo Governo Federal que aponta a necessidade, diante da gravidade do quadro da pandemia, de escolha entre salvar vidas ou salvar a economia.

 

Segundo Gallo, saúde e economia são “faces da mesma moeda” e devem ser tratadas de forma simultânea pelo Governo Federal.

 

“É um falso dilema. Ao preservar a saúde, estamos preservando a economia, e vice e versa. São faces da mesma moeda. E para o país, o melhor investimento é fazer um bom isolamento social nesses 10 dias, para que a gente contenha a transmissão, e intensificar a vacinação”, afirmou, em entrevista à Rádio Capital FM.

 

Gallo destacou que custaria muito menos vacinar toda a população e fazer o isolamento antes do processo de imunização do que manter tudo aberto, da forma como está atualmente, e causar um colapso no sistema de saúde.

PUBLICIDADE

 

 

 

É um falso dilema. Ao preservar a saúde, estamos preservando a economia e vice e versa. São faces da mesma moeda.

O secretário destacou que a segunda onda da pandemia tem atingido, principalmente, a população mais jovem, o que diretamente causa impacto no setor econômico.

 

“É a faixa etária mais produtiva da população e isso, ao longo do tempo, ocasiona uma perda de produtividade do país, e consequentemente, atrai também um problema de competitividade do país em relação aos demais países do mundo, que estão conseguindo preservar as suas populações de forma mais efetiva”, avaliou.

 

Covid em MT

 

Mato Grosso ultrapassou, nesta semana, a marca de 7 mil mortes por Covid-19, além de estar alcançando o número de 300 mil casos de pessoas contaminadas pela doença.

 

Para tentar frear o avanço da Covid, o governador Mauro Mendes determinou medidas que restringem a circulação de pessoas, como suspensão das atividades econômicas após às 19h, em dias de semana, e a partir das 12h, nos finais de semana, além de toque de recolher às 21h diariamente.

 

De acordo com Gallo, além disso, o Estado tem buscado socorrer os micro e pequenos empresários, adotando medidas como a postergação no pagamento de impostos e liberação de linhas de crédito, em um montante total de R$ 55 milhões.

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE