Paranatinga, 14 de Dezembro de 2017

Ronda Policial

Presos são flagrados por agentes em nova tentativa de fuga em Mato Grosso

EM COLNIZA | 20/11/2017 19:01:43


Uma tentativa de fuga foi frustrada na Cadeia Pública de Colniza (1.065 km de Cuiabá), no ultimo domingo (19) por agentes penitenciários e a Polícia Militar. De acordo com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) os presos começaram a furar a parede da área onde é feito o banho de sol, no entanto, acabaram descobertos.

 
A tentativa de fuga ocorreu durante o horário de visitas. Um grupo estaria tentando quebrar à parede do espaço onde é realizado o banho de sol, enquanto outro grupo jogava futebol para disfarçar o barulho.  
 
Conforme a Sejudh, os agentes de plantão desconfiaram dos ruídos e avistaram a parede sendo quebrada.  De imediato foi acionado a direção do presídio e a Polícia Militar que fizeram o recolhimento dos presos para as celas e interrompeu o horário de visitas.  
 
Logo após, durante a revista nas celas foi encontrado um eixo de ventilador que teria sido utilizado para furar a parede, além de um pedaço de ferro e um aparelho celular. Na ocasião, os presos ainda proferiram palavras de baixo calão aos agentes devido à fuga frustrada.

Vale lembrar que na última semana, diversos presos fugiram de dois presídios em Mato Grosso.
 
Na Cadeia Pública de Poconé, 39 fugiram. Os presos agrediram os agentes que estavam de plantão no momento do recolhimento do banho de sol, quando eram conduzidos para as celas. Um dos agentes disparou munição não letal tentando impedir a fuga, contudo os presos partiram pra cima do servidor e o prenderam em uma das celas. Antes de fugir, os presos ainda roubaram armas e munições da unidade.
 
Já na Penitenciária da Mata Grande, em   Rondonópolis, 27 presos fugiram.  Os detentos fugiram após a explosão em parte do muro lateral direito da unidade prisional. Antes, eles serraram a grade de uma das celas do raio três e o alambrado que dá acesso ao muro lateral.
 
A explosão foi causada por artefatos presos em uma bicicleta encostada na muralha e acionados a distância. Momentos antes da explosão, agentes penitenciários que ficam nas torres de vigilância avistaram duas pessoas se escondendo na mata ao lado da penitenciária e logo em seguida houve um estrondo, seguido de tiros contra a muralha e os agentes. 

 

 

Fonte: Olhar Direto

FACEBOOK