Paranatinga, 20 de Julho de 2018

Regional

Policiais levam socos ao tentarem prender três em Sinop

SINOP | 25/06/2018 23:27:21


Dois homens, de 32 e 35 anos, e uma mulher de 30 foram presos após agredirem dois policiais na noite de domingo (24), em Sinop (500 km de Cuiabá).

 

De acordo com o boletim de ocorrência, a PM recebeu denúncia de um carro com som alto que incomodava os moradores da região.

 

Ao chegarem ao local, os policiais solicitaram que o motorista desligasse a música e informaram sobre a multa de trânsito que ele receberia.

 

No mesmo momento, o outro homem disse que a PM deveria medir os decibéis para poder empregar a multa.

 

No entanto, os militares explicaram que isso seria enquadrado em crime ambiental e que a verificação do volume poderia ser realizada caso aguardassem.

 

O suspeito, então, alegou que ligaria para sua irmã advogada, pois os PMs estariam cometendo abuso de autoridade. Foi quando o homem de 35 anos começou a ficar nervoso e se exaltar.

 

A Polícia então exigiu que ele colocasse as mãos na cabeça para ser revistado, porém ele se negou. A todo o momento ele dizia que a advogada iria denunciar a Polícia.

 

Com isso, outra irmã que estava no local deu soco no ombro de um dos policiais dizendo que ninguém iria revistar seu irmão.

 

Os militares deram voz de prisão a ela, que correu e tentou se proteger agarrando-se em sua filha. Ela ainda bateu diversas vezes nos policiais ao ser colocada dentro da viatura.

 

Neste instante, o seu irmão socou os dois policiais. Foi necessária a ajuda de outros militares para conter os presos.

 

Uma testemunha que estava no local filmou a confusão. Nas imagens, é possível ver um dos PMs tentando colocar a mulher dentro da viatura.

 

Depois, aparece o militar batendo em um dos presos dentro do carro e a mulher tentando conter a briga.

 

Por outro ângulo, as imagens mostram o suspeito dando diversos socos no rosto do policial, que revida as agressões.

 

Diante do ocorrido, o 3º Comando Regional da Polícia Militar anunciou que irá abrir inquérito para apurar a ocorrência e encaminhar para análise da Corregedoria da PM.

 

Fonte: Midia News

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE