Paranatinga, 21 de Maio de 2019

Regional

ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA

Polícia prende 15 por roubos a chácaras e lojas em MT

Publicado 27/02/2019 12:22:03


Polícia Civil prendeu 15 integrantes de uma organização criminosa investigada por roubos e furtos em chácaras e empresas (frigorífico e lojas eletrodomésticos), em Cuiabá e Várzea Grande.

 

Quatorze mandados de prisão foram cumpridos na manhã desta quarta-feira (27), na Operação Maktub (expressão árabe “já estava escrito”). Uma pessoa, contra a qual não havia mandado, acabou presa em flagrante com uma arma de fogo. 

 

Todos têm passagens por roubos, furtos e receptação. Cinco deles também respondem por homicídio.

 

A operação foi deflagrada pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos (Derf) do Município, com apoio de policiais da Gerência de Operações Especiais (GOE) e Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva).

 

Na ação, uma pessoa também foi presa em flagrante, somando, ao todo, 15 presos na operação coordenada pelos delegados de polícia Elaine Fernandes, Afonso Monteiro e Guilherme Bertoli.

 

“Essa ação objetiva reprimir a prática de crimes patrimoniais em Várzea Grande, sobretudo, roubos e furtos, de modo a desarticular as associações criminosas que vem aterrorizando o município”, disse a delegada titular da Derf, Elaine Fernandes.

 

Entre os alvos presos está G.S.S., que teve o mandado cumprido em uma chácara na região do Bandeira, em Cuiabá. Conforme a investigação, ele integra a quadrilha que praticou roubos a chácaras na região da Passagem da Conceição.

 

Um deles ocorreu na madrugada do dia 22 de agosto de 2018, quando invadiu uma chácara na localidade, juntamente com comparsas. Todos munidos de arma de fogo, arrombaram a porta da residência, renderam os familiares e subtraíram: aparelhos celulares, dinheiro, documentos pessoais, dentre outros pertences e empreenderam fuga com o veículo da vítima, um Voyage.

 

As vítimas afirmaram que G.S.S. era um dos mais violentos. Segundo elas, o criminoso mantinha a arma apontada na cabeça da vítima e o tempo todo ameaçava atirar. Em dado momento pegou uma faca e ameaçou de cortar as mãos e as pernas das vítimas.

 

Outro criminoso, D.S.N, teve a prisão decretadas pelo roubo ocorrido em frigorífico de Várzea Grande. Na ocasião, ele e mais dois comparsas invadiram o local no dia do pagamento dos funcionários, renderam todos e levaram cerca de R$ 80 mil. A todo o momento, eles ameaçavam matar as vítimas.

 

D.N.S. é acusado de ser um dos autores da tentativa de chacina ocorrida no Bairro Jardim Imperador, em outubro de 2018, que culminou com dois mortos e dois feridos.

 

Os alvos E.G.S., E.F.F. e V.A.Q. são contumazes nas práticas criminosas. Eles integram uma quadrilha responsável por oito furtos mediante arrombamento nas lojas Ricardo Eletro de Cuiabá e Várzea grande, deixando prejuízo de aproximadamente R$ 400 mil à empresa.

 

O preso W.S.A. teve o mandado de prisão decretado no processo que responde por um roubo em um consultório de odontologia no Bairro Cristo Rei, em 2017. Munido de um revólver e acompanhado de uma mulher, que portava uma faca, ambos renderam funcionários e pacientes e subtraíram diversos pertences.

 

 

Fonte: Mídia News

Publicidade Áudio

Enquete

Você acredita que governo de MT retomará obras de asfalto da MT 130 em 2019 atá a Sete Placas?

SIM

NÃO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE