Paranatinga, 26 de Março de 2019

Regional

ASSALTO NO INTERIOR

PM recupera R$ 204 mil roubados de agência bancária em MT

Publicado 22/12/2018 13:01:10


DA REDAÇÃO 

A PM recuperou, na tarde dessa sexta-feira (21), mais de R$ 204 mil em dinheiro que foram roubados da agência do Banco do Brasil em Ipiranga do Norte (a 467 km de Cuiabá).

 

Três integrantes da quadrilha foram presos a 60 km do Distrito de Simione, na região de Itanhangá, nessa quinta-feira (20). Além disso, cinco criminosos acabaram mortos, quatro deles na quinta-feira e um na manhã de sexta-feira, quando ainda ocorriam diligências pela região da mata densa em busca de possíveis suspeitos.

 

Na data do roubo eles explodiram caixas eletrônicos e usaram pessoas como reféns e escudo humano para fugir.

 

Conforme a Polícia Civil, o crime aconteceu por volta das 2h de quarta-feira (19). Os bandidos chegaram ao local em uma caminhonete, acionaram o detonador próximo aos caixas eletrônicos e em seguida os explodiram.

PUBLICIDADE

 

 

A agência bancária ficou completamente destruída.

 

Confronto e morte

 

Segundo a Polícia Militar, os criminosos, fortemente armados, teriam iniciado o confronto quando as equipes policiais chegaram ao esconderijo indicado por um dos suspeitos que deu apoio ao roubo. Foram apreendidos fuzil 7,62, duas espingardas calibre 12, pistola 9mm e .40, explosivos e 210 munições de diferentes calibres.

 

A PM foi avisada por meio de denúncia anônima de que uma pessoa teria abastecido uma S-10 utilizada no roubo e estaria no Distrito. Na abordagem, os dois suspeitos que estavam no veículo, E.L.R., de 21 anos, e D.S.S., de 20 anos, confirmaram a utilização da caminhonete no crime.

 

E.L.R. disse ter recebido da pessoa de L.M.S., 21, certa quantia em dinheiro, a chave e que sua função era abastecer o veículo e deixá-lo às margens da rodovia.

 

L.M.S. seria responsável pela S-10 prata usada no crime, posteriormente abandonada e queimada na fuga. Ele, segundo as informações, estaria escondido num loteamento em Itanhangá. Após ser localizado, ele confessou ter dado apoio à quadrilha e disse que os autores do roubo estariam em um Eco Sport preto, fortemente armados e escondidos na região de mata aos fundos de uma fazenda.

 

Ele levou os policiais até o esconderijo: uma casa no meio da mata. Ao se aproximarem do local, os policiais foram recebidos a tiros pelos suspeitos. Os policiais revidaram e, quando o confronto cessou, localizaram quatro suspeitos caídos e ainda com vida. Eles foram levados para Itanhangá, mas morreram no hospital.

 

Juntamente com os suspeitos foram localizadas várias armas carregadas e munições usadas na ação. Com eles, haviam documentos em nome de J.A.S., D.E.S.L. e K.V.S.S., que foram encaminhados para a Politec.

 

Na casa esconderijo também foi localizada uma bolsa com explosivos aduchados e preparados para o uso, roupas, comidas enlatadas, a bolsa com R$ 204,7 mil em espécie - quantia roubada do banco - além do veículo Eco Sport preto.

 

Com o suspeito morto nesta sexta-feira (21), também foi apreendida uma pistola .40.

 

O suspeito L.M.S. foi entregue na Delegacia de Itanhangá. O material explosivo foi cuidadosamente acondicionado em local seguro, por conta do perigo, até a chegada dos militares do Batalhão de Operações Especiais da PM (Bope) para a tomada dos devidos encaminhamentos.

  

Policiais de Nova Mutum e de Sinop ainda fizeram buscas pela mata para certificar de que não há mais fugitivos. 

 

 

Fonte: Mídia News

Publicidade Áudio

Enquete

Até o momento qual a sua avaliação sobre a gestão de Mauro Mendes?

ÓTIMA

BOA

RUIM

PÉSSIMA

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE