Paranatinga, 18 de Outubro de 2018

Regional

Pai diz que jovem foi vítima de quadrilha de exploração sexual

QUADRILHA | 16/01/2018 21:13:24


O empresário Marcos Levy, pai da jovem Maria Luísa Lotuffo Levy, que foi reencontrada na segunda-feira (15) após desaparecer por dois dias, afirmou que a garota foi vítima de uma quadrilha especializada em exploração sexual de menores.

 

Maria Luísa, que saiu de casa na madrugada de domingo (14), foi encontrada na noite de segunda pela Polícia Civil em Itiquira (276 km ao Sul de Cuiabá). Ela tem transtorno de borderline, que é caracterizado por humor, comportamentos e relacionamentos instáveis.

 

“Minha filha foi abordada pela internet com promessas mirabolantes que não posso ainda revelar por causa das investigações policiais e, graças a Deus hoje, com tudo terminado e ela segura em casa, agradeço que isso tenha acontecido comigo e não com qualquer outra família”, disse o o empresário por meio de nota.

 

Minha filha foi abordada pela internet com promessas mirabolantes que não posso ainda revelar por causa das investigações policiais, e graças a Deus hoje, com tudo terminado e ela segura em casa, agradeço que isso tenha acontecido comigo e não com qualquer outra família

 

“Pois pude ter a força e o apoio dos amigos, do governador, do secretário de Segurança, o Sr. Gustavo Garcia, que junto com o delegado responsável e toda a equipe da Polícia Militar Civil e Federal, sem falar da investigadora Grace que hoje certamente já considero membro da minha família, mulher de fibra, incansável e profissional, todos eles fizeram que essa história trágica tivesse um final mais do que feliz”, completou.

 

Ao final, o empresário pediu para que outras famílias fiquem atentas com o que seus filhos estão acompanhando na internet.

 

O desaparecimento

 

Foi a mãe de Maria quem sentiu falta da filha na madrugada de domingo, após acordar e não encontrá-la na cama.

 

“A Maria pediu para a mãe dormir com ela, por volta das 23h. Aí, depois, a minha mulher acordou à 1h e ela não estava mais na cama”, disse Levy.

 

De acordo com o delegado André Renato Gonçalves, que comandou a ação, a garota foi encontrada em uma lanchonete próxima ao hotel em que estava hospedada, em companhia de um caminhoneiro que teria lhe dado carona.

 

A universitária teria saído da Capital também de carona com outro caminhoneiro, na madrugada de seu desaparecimento. 

 

Assim que tomou conhecimento da localização, a família da estudante se deslocou para o município para acompanhar a jovem.

 

Fonte: Midia News

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE