Paranatinga, 20 de Junho de 2018

Regional

Marcha dos Prefeitos de MT a Cuiabá vai debater como melhorar receitas e financiamentos

MARCHA EM BRASILIA | 02/03/2018 12:36:56


Numa estratégia que tem se demonstrado eficaz do ponto de vista de unidade, a pauta municipalista de mobilização nacional será um dos destaques da 2ª Marcha de Prefeitos de Mato Grosso, que ocorre nos dias 7 e 8 de março, em Cuiabá.  O Pacto Federativo, as linhas de financiamento, o relacionamento com o Tribunal de Contas do Estado  (TCE) e linhas de financiamento para se investir estão no rol de temas centrais.

O evento deve colocar cara a cara o governador José Pedro Taques (PSDB) e o presidente da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM), ex-prefeito Neurilan Fraga (PSD), que há meses trocam farpas e se engalfinham politicamente, na imprensa e mídias sociais.

Leia Mais:
- AMM cobra R$ 165 milhões do governo Taques referentes a repasses atrasados
 
- Modelo de parcerias encurta distância do Governo Taques com prefeituras e associações e tira AMM da linha de frente

O evento é realizado pela AMM e vai contar com palestras e oficinas ministradas pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM). O objetivo é divulgar e buscar apoio dos prefeitos e das autoridades regionais para as reivindicações do movimento.

Neurilan Fraga ressaltou a importância da parceria com a Confederação para continuidade das mobilizações. “O movimento municipalista tem se fortalecido com a união dos prefeitos e garantido conquistas importantes para os municípios, principalmente neste cenário de crise financeira nacional”, salientou.
 
A palestra “O movimento municipalista fortalecendo os gestores municipais” encerrará a programação principal do primeiro dia de evento. O assunto será ministrado pelo vice-presidente da CNM, Glademir Aroldi. Ele também deve abordar a realização da XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, marcada entre os dias 21 e 24 de maio.
 
Os consultores da Confederação em finanças, Eudes Sippel e Eduardo Stranz participarão de oficinas técnicas, voltada às equipes das prefeituras, sobre tributos municipais e sobre a sazonalidade do Fundo Participação dos Municípios (FPM).
 

 

 

Fonte: OLHAR DIRETO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE