Paranatinga, 19 de Janeiro de 2019

Regional

órgãos

Mãe de cantor morto após atropelamento diz que cumpre desejo do filho em doar órgãos e velório deve ser domingo

Publicado 29/12/2018 21:44:55


Regina Reverdito Viveiros, mãe do cantor sertanejo Ramon Alcides Viveiros, que foi atropelado na frente da Valley Pub, localizada na avenida Isaac Póvoas, em Cuiabá, no domingo passado, disse que em decorrência dos procedimentos da doação dos órgãos do jovem, conforme desejo do próprio Ramon, o velório deve ser realizado neste domingo (30). A morte do cantor foi confirmada nesta sexta-feira (28).
 

 
Em seu perfil no Instagram, Regina fez uma postagem comunicando que a doação dos órgãos era um desejo de seu filho e por isso a família irá respeitar. Segundo ela, o protocolo de doação é demorado e por causa disso o velório do cantor deve acontecer provavelmente neste domingo (30). O local, no entanto, ainda não foi confirmado, mas a família afirma que irá comunicar a todos pelas redes sociais.
 
“Queridos amigos, o Ramon é doador de órgãos, e para realizar este desejo dele, as equipes receptoras do Brasil estão vindo para este procedimento. O protocolo de doação é bem demorado. Provavelmente o velório será no domingo. Nós, familiares, avisaremos vocês por aqui. Obrigada pelo carinho”, disse Regina.
 
Internação
 
Ramon Alcides Viveiros estava internado no Hospital Amecor. Apesar de ter apresentado melhora entre segunda e terça-feira, o cantor teve uma intercorrência e precisou ser encaminhado para realização de novos exames.
 
Um deles foi feito no São Mateus, para onde ele foi levado de UTI Móvel. Na sequência, voltou para a Amecor. A ressonância magnética mostrou que não havia atividade cerebral. Um laudo médico divulgado na última quarta-feira (26) havia apontado lesões graves e irreversíveis no tronco cerebral de Ramón.
 
Segundo Mauro, irmão de Ramon, o jovem “teve sérias intercorrências em seu quadro clínico, com severas elevações de sua pressão intracraniana. Após realização de exames de tomografia e ressonância magnética, foram constatadas lesões bastante significativas na estrutura cerebral dele, o que já era esperado em razão da gravidade do acidente ocorrido”.
 
Entenda o caso

 
Uma mulher, identificada como Rafaela Screnci da Costa Ribeiro, 33, atropelou três pessoas às 5h50 da manhã deste domingo (23) na Avenida Isaac Póvoas, a poucos metros da faixa de pedestre, em frente à Valley Pub. Nesta segunda-feira (24), ela passou por audiência de custódia, pagou R$9,5 mil e foi liberada.
 
Além de Ramón, também se feriu Hya Giroto Santos, 21, que segue internado em estado grave no Pronto Socorro Municipal de Cuiabá. A outra vítima, Myllena de Lacerda Inocêncio, morreu no local do acidente.
 
Rafaela dirigia uma caminhonete no sentido bairro / centro quando atropelou as três vítimas. Ela ainda bateu em um Gol que estava estacionado. Quando a equipe da Deletran chegou, a condutora já estava detida na viatura da Polícia Militar. A equipe solicitou o teste de etilômetro à condutora, que apresentava sinais visíveis de embriaguez, porém, ela recusou-se a fazer o teste.
 
Diante disso, a PJC elaborou no local do acidente o auto de constatação de embriaguez da condutora da caminhonete, e a levou até o IML para realização do exame clínico. A equipe se deslocou até o Pronto Socorro Municipal de Cuiabá, onde foi constatado o óbito da vítima Myllena de Lacerda Inocêncio.

 

 

Fonte: Olhar Direto

Publicidade Áudio

Enquete

Qual obra é mais importante para Paranatinga em 2019.

SAÚDE

PRAÇA CENTRAL

ASFALTO

ILUMINAÇÃO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE