Paranatinga, 24 de Novembro de 2017

Regional

Funcionários são expulsos de fazenda após invasão de 60 indígenas; dois permanecem desaparecidos

EXPULSOS | 25/10/2017 13:44:04


Cerca de 60 indígenas da etnia “Kanela” invadiram uma propriedade rural no último sábado (21), na região do município de Luciara (a 1.188 km de Cuiabá), e roubaram um trator e outros objetos da propriedade, além de expulsar os funcionários. De acordo com a Polícia Militar, dois funcionários ainda estão desaparecidos. Os indígenas ainda permanecem na fazenda.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, uma guarnição da PM foi acionada para atender a ocorrência de invasão na propriedade às margens do Rio Tapirapé, também próximo ao rio Araguaia. Os indígenas teriam invadido a propriedade com caras pintadas e armados com arcos e flechas. Ao chegar ao local, os três militares da guarnição encontraram os 60 invasores, entre eles mulheres e crianças, com os itens roubados. Os indígenas receberam os policiais já bastante exaltados.

Os três então solicitaram a devolução dos itens roubados aos invasores, mas o cacique Antônio Alcunha disse que só entregará os objetos com a presença do procurador de Justiça Federal. Para evitar confronto com os 60 indígenas, os militares resolveram ir embora e pedir reforço à Delegacia Regional.

O núcleo da Polícia Militar de Luciara conta apenas com cinco policiais, sendo que o normal seria nove, por isso precisaram pedir reforço. No BO, também é narrado que estava presente na ocupação o ex-vereador de Confresa, Francisco de Assis (PT), que foi acusado de estuprar a própria filha de 12 anos, em 2013. 

A Procuradora Federal em Barra do Garças já foi informada da situação. O proprietário do local informou aos policiais que já registrou outros boletins de ocorrência. Os invasores permanecem no local e a ação de desocupação deve ocorrer após aprovação da Justiça.

 

Fonte: Olhar Direto

FACEBOOK