Paranatinga, 26 de Setembro de 2017

Política

Megaprodutor defende Taques e nega que PP vá para oposição

REI DA SOJA | 16/02/2017 22:16:57


O megaprodutor rural Eraí Maggi (PP), conhecido como “Rei da Soja”, afirmou que o setor do agronegócio avalia de maneira positiva os dois primeiros anos da gestão do governador Pedro Taques (PSDB).

 

Segundo ele, desde que o tucano assumiu o Palácio Paiaguás, a corrupção diminuiu de maneira considerável em relação à gestão passada.

 

“A nossa avaliação é boa. O Estado foi devolvido para a sociedade. Não se ouve falar em malandragem, porque a forma como ele está tocando é séria. Não se tem mais a fumacinha de desvio. E onde houver, ele está em cima. É um governo de muita transparência”, afirmou em conversa com a reportagem durante um evento em Brasília, na terça-feira (14).

 

A nossa avaliação é boa. O Estado foi devolvido para a sociedade. Não se ouve falar em malandragem

O empresário também elogiou o secretariado de Taques, considerado por muitos como "excessivamente técnico". Para Eraí, o tempo ensinou o staff a melhorar a atuação.

 

“Todos os secretários, principalmente os do desenvolvimento do Estado, estão sendo ativos. Tem um corpo duro para política, mas estão ficando políticos. O Pedro também está ficando político, está pegando uma experiência grande. O processo de amadurecimento está sendo rápido”, disse.

 

Da maneira como vai o atual mandato, Eraí disse que o tucano está “credenciado” para disputar uma reeleição em 2018.

 

“Se ele continuar desta forma, é uma pessoa bacana para isso. É o que Mato Grosso precisa. É um Estado com uma potência forte e precisa de uma gestão assim. Agora, tem que realinhar algumas coisas. Mas acredito que o tempo vai dizer tudo. O macro está bem encaminhado”, afirmou.

 

PP na oposição

 

O empresário, que é um dos nomes fortes dentro do PP, ressaltou o posicionamento do ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP) e negou que o partido vá para a oposição em Mato Grosso.

 

Isso porque, na última segunda-feira (13), o presidente regional da sigla, deputado federal Ezequiel Fonseca, disse que o PP estava indo para a oposição por entender que a atual gestão “fracassou”.

 

Para Eraí, o parlamentar fez um desabafo, mas que um diálogo ajustará o posicionamento.

 

“Eu conversei com o Blairo, que é o grande líder, com o Ezequiel, que me confirmou que está tudo como antes, tudo certo, e que o PP não está afastado. Pode ter sido um desabafo de alguma coisa, mas no macro, está tudo certo”, disse.

 

“O Ezequiel é pessoa nossa, vai estar junto. É questão de diálogo, de conversa. Estamos juntos para trabalhar. É questão de ajuste de conversa, de colocar os ponteiros no lugar e trabalhar por Mato Grosso”, completou.

 

Fonte: Mídia News