Paranatinga, 19 de Maio de 2019

Política

FUNDO CONSTITUCIONAL

Jaime defende recursos para irrigação e agricultura familiar

Publicado 08/03/2019 13:36:50


DA REDAÇÃO 

Gerar emprego e renda melhorando a qualidade da produção da agricultura familiar levou o senador Jaime Campos (DEM) a se reunir com o secretário de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiário, Silvano Amaral e definir uma serie de estratégias visando liberação de recursos federais para a irrigação e para recuperação de áreas degradadas, principalmente, os municípios do Vale do Rio Cuiabá que detém 45% da população de Mato Grosso.

 

Fora isto senador lembrou do compromisso do novo presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, de destinar parte dos recursos do Fundo Constitucional do Centro Oeste - FCO para que seja destinada a agricultura familiar através das Cooperativas de Crédito que conhecem muito mais a realidade do pequeno e micro produtor.

 

“Vamos acionar o Programa Nacional de Irrigação (Proni), que tem recursos constitucionais previstos para investir principalmente nos municípios do Vale do Rio Cuiabá, ampliando a capacidade de produção da agricultura familiar, gerando emprego e renda”, disse o senador que acredita na real possibilidade de fazer da Baixada Cuiabana uma grande produtora de alimentos.

 

Vamos acionar o Programa Nacional de Irrigação, que tem recursos constitucionais previstos para investir principalmente nos municípios do Vale do Rio Cuiabá, ampliando a capacidade de produção da agricultura familiar, gerando emprego e renda

O secretário Silvano Amaral sinalizou que está buscando parcerias com o Governo Federal para poder atender as demandas existentes, não apenas na produção agrícola, mas também na recuperação de áreas degradadas que podem voltar a produzir e ampliar o potencial de Mato Grosso que já é destacado, mas pode ser melhorado.

 

“O senador Jaime Campos é profundo conhecedor da realidade de Mato Grosso e de sua economia e sabe o quanto é importante se investir em agricultura familiar para aumentar a produção e para gerar emprego e renda para milhares de pessoas e famílias”, disse o secretário Silvano Amaral.

 

Jayme Campos ponderou que pequenas e médias propriedade somam atualmente 4,4 milhões de unidades no Brasil. O número representa 84,4% do total dos estabelecimentos agropecuários do país.

 

A expressividade da agricultura familiar não está presente só no contexto brasileiro. Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), nove em cada dez propriedades agrícolas mundiais - 570 milhões -, são geridas por famílias, que produzem cerca de 80% dos alimentos no mundo.

 

“Veja a importância que tem a agricultura familiar em todo o Mundo e o quanto estamos perdendo em investir em boas práticas e políticas que se sabe que terão resultados para o conjunto da sociedade”, disse o senador que reafirmou o compromisso do novo presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto recém empossado.

 

Jaime Campos sinalizou que as estimativas apontam para mais de R$ 2,5 bilhões do FCO para Mato Grosso e que estes recursos têm que ser partilhados em iguais quotas entre os bancos oficiais e as cooperativas de crédito, para que mais pessoas possam ter acesso ao crédito e possam produzir e gerar emprego e renda. “Se produzimos mais, teremos produtos mais baratos na mesa dos brasileiros e pelo outro lado, gerando emprego e renda para mais pessoas e com isto fazendo a economia aquecer e girar”, disse o senador democrata de Mato Grosso.

 

 

Fonte: midianews

Publicidade Áudio

Enquete

Você acredita que governo de MT retomará obras de asfalto da MT 130 em 2019 atá a Sete Placas?

SIM

NÃO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE