Paranatinga, 24 de Abril de 2019

Política

CADEIRA DE CONSELHEIRO

Deputado sugere que nome fora da política ocupe vaga no TCE

Publicado 07/02/2019 10:35:43


 

O deputado Lúdio Cabral (PT) sugeriu que a vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE), que pertence à Assembleia Legislativa, seja ocupada por alguém da sociedade civil e não por um político.

 

A cadeira estava sub judice desde 2014 e foi "destravada" pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), no último dia 31 de janeiro. 

 

“Eu acho que seria muito interessante um nome da sociedade civil. A pessoa tem que preencher os requisitos. E há nomes na universidade e nas entidades de classe que podem contemplar bem esses requisitos”, disse o deputado ao MidiaNews.

 

“Qualquer outro quadro tem legitimidade aqui, mas seria interessante produzirmos um cenário de alguém da sociedade civil”.

 

A pessoa tem que preencher os requisitos. E há nomes na universidade e nas entidades de classe que podem contemplar bem esses requisitos

 

Como postulante, já se manifestou o deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB). Outros nomes, como o do parlamentar Sebastião Rezende (PSC) e do promotor de Justiça Mauro Zaque estão sendo ventilados.

 

Lúdio conta que ainda não tem sugestões de nome, por hora, para ocupar a vaga. E também não estudou os possíveis postulantes. 

 

“O debate precisa envolver a sociedade civil, mais do que os órgãos públicos. Se é uma tarefa da Assembleia produzir essa indicação, que produza a melhor indicação possível para o cumprimento da tarefa que o Tribunal de Contas do Estado tem, que é de avaliar as contas do Estado e auxiliar o poder Legislativo”, disse o parlamentar.

 

O rito

 

Um projeto de resolução da Assembleia deve definir o novo rito para a escolha do novo conselheiro do TCE. A expectativa é de que a matéria seja colocada em votação na próxima semana.

 

O texto definirá os termos para as indicações e análises dos candidatos, que precisam ter “reputação ilibada” e “notório saber jurídico”.

 

Entre salário e benefícios, a remuneração mensal de um conselheiro do Tribunal de Contas do Estado pode chegar a R$ 60 mil.

 

 

Fonte: Mídia News

Publicidade Áudio

Enquete

Prefeitura e Câmara de Paranatinga lança Consulta Pública - UNEMAT

ADMINISTRAÇÃO

AGRONOMIA

PEDAGOGIA

TURISMO

CIENCIA DA COMPUTAÇÃO

CIÊNCIAS ECONÔMICAS

ENGENHARIA CIVIL

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ENGENHARIA ELÉTRICA

FISICA

JORNALISMO

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ARQUITETURA E URBANISMO

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

EDUCAÇÃO FÍSICA

ENGENHARIA DE ALIMENTOS AGROINDUSTRIAL

ENGENHARIA FLORESTAL

GEOGRAFIA

LETRAS

QUIMICA

SOCIOLOGIA

ZOOTECNIA

AGROECOLOGIA

ARTES VISUAIS

CIÊNCIAS

ENFERMAGEM

FILOSOFIA

HISTÓRIA

MATEMÁTICA

SISTEMAS

TEATRO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE