Paranatinga, 15 de Dezembro de 2018

Política

DO PRÓPRIO BOLSO

Candidatos a Governo e Senado somam R$ 1,2 mi em autodoações

Publicado 21/09/2018 08:05:24


 

Três concorrentes ao Governo do Estado e outros seis candidatos ao Senado recorreram ao autofinanciamento para custear os gastos com a campanha eleitoral deste ano.

 

Conforme apurado pelo MidiaNews, desde o início da corrida eleitoral, os candidatos tiraram pouco mais de R$ 1,2 milhão do próprio bolso.

 

Entre os que disputam o Palácio Paiaguás, quem mais contribuiu com a própria campanha é Wellington Fagundes (PR). Ele fez uma autodoação de pouco mais de R$ 237 mil.

 

O valor equivale a 12% do total arrecadado na campanha republicana, que soma mais de R$ 1,8 milhão em doações. O restante foi doado pela Direção Nacional do PR.

 

Doação feita por Wellington Fagundes para a própria campanha

 

O ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM), já arrecadou R$ 2,1 milhões, dos quais R$ 17 mil foram doados por ele mesmo.

 

Ainda à Justiça Eleitoral, Mendes declarou uma doação de R$ 300 mil feita por seu candidato a vice, o ex-prefeito Otaviano Pivetta (PDT).

 

A esposa do candidato, Virgínia Mendes, também fez investiu na campanha do marido: R$ 17 mil. 

 

Doação feita por Mauro Mendes e a esposa dele, Virgínia, para a própria campanha

 

Disputando a eleição pela primeira vez, Arthur Nogueira (Rede) declarou ter arrecadado até o momento R$ 14,9 mil.

 

Desse total, R$ 14,3 mil foram retirados do próprio bolso para investir na candidatura.

 

Doação feita por Arthur Nogueira para a própria campanha

 

O governador Pedro Taques (PSDB) - que tenta a reeleição - e o candidato Moisés Franz (PSOL) não fizeram investimento em suas próprias campanhas.

 

Corrida ao Senado

 

Quem lidera o ranking de autodoações entre todos os que disputam uma vaga no Senado é o candidato Jaime Campos (DEM), que investiu R$ 703,7 mil em sua campanha.

 

O montante equivale a 46% do total arrecadado pelo democrata, que passa de R$ 1,5 milhão.

 

Doação feita por Jaime Campos para a própria campanha 

 

Ainda entre os candidatos ao Senado, a ex-juíza Selma Arruda declarou uma autodoação no valor de R$ 188 mil.

 

O marido de Selma, Norberto Arruda, também contribuiu para a campanha da esposa com R$ 26 mil.

 

Doação feita por Selma Arruda para a própria campanha 

 

O candidato Sebastião Carlos (Rede) informou ter recebido R$ 50,9 mil em doações, sendo que R$ 50 mil saíram do bolso dele para cobrir os custos de campanha. 

 

Doação feita por Sebastião Carlos para a própria campanha 

 

Ainda entre os postulantes ao Senado, outros três candidatos fizeram doações para as próprias campanhas, mas em valores menores.

 

Nilson Leitão (PSDB) tirou R$ 5 mil do próprio bolso para investir na candidatura. 

 

Doação feita por Nilson Leitão para a própria campanha 

 

Já a professora Maria Lúcia (PCdoB), fez uma autodoação de R$ 2 mil para a campanha.

 

 

Doação feita por Maria Lucia para a própria campanha

 

O candidato Aladir Albuquerque (PPL), por sua vez, contabilizou apenas R$ 500 em doações - quantia investida por ele próprio.

Doação feita por Aladir para a própria campanha

 

Os candidatos Waldir Caldas (Novo), Gilberto Lopes (PSOL), Carlos Fávaro (PSD) e Procurador Mauro (PSOL) não fizeram autodoações.

 

Fonte: Midia News

Publicidade Áudio

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE