Paranatinga, 19 de Abril de 2019

Política

AJUDA À SANTA CASA

AL anuncia R$ 3,5 milhões, mas hospital precisa ter aval do MPE

Publicado 05/04/2019 13:55:59


CÍNTIA BORGES 
DA REDAÇÃO

O presidente da Assembleia Legislativa Eduardo Botelho (DEM) garantiu que fará um repasse de R$3,5 milhões para a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá. 

 

O recurso é fruto de sobra de caixa do Legislativo. A decisão pelo repasse foi acordado entre os membros da Mesa Diretora em uma reunião realizada nesta semana.

 

O montante corresponde a aproximadamente duas folhas salariais da unidade de saúde. Conforme a direção da Santa Casa, há cinco folhas e mais o 13º dos funcionários em atraso.

 

Botelho explica que, em razão de a unidade de saúde ser uma empresa privada com caráter de filantropia, esse montante não pode ser repassado diretamente para o caixa da Santa Casa. 

 

 

Eu liguei para os diretores da Santa Casa, disse para eles: o dinheiro está disponível, procura o Ministério Público, corre atrás desse TAC, que iremos dar o primeiro passo para a reabertura da Santa Casa

“A Assembleia não tem como repassar diretamente para Santa Casa. Ela tem que repassar por meio do Estado, para Prefeitura e da Prefeitura para Santa Casa”, explicou o deputado.

 

Após o trâmite, a Prefeitura de Cuiabá ainda precisa ter garantias de que o dinheiro irá para o pagamento das folhas salariais em atraso. 

 

Botelho conta que ligou ao secretário de Saúde de Cuiabá, Antônio Possas de Carvalho, que lhe informou que é preciso que a unidade filantrópica realize um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) junto à Prefeitura e Ministério Público.

 

“Eu liguei para os diretores da Santa Casa e disse para eles: o dinheiro está disponível, procura o Ministério Público, corre atrás desse TAC, que iremos dar o primeiro passo para a reabertura da Santa Casa”, afirma Botelho.

 

Santa Casa fechada

 

No dia 11 de março, a diretoria alegou inviabilidade financeira para pagar passivos com servidores e fechou as portas.  

 

Conforme a diretoria da unidade, em levantamento preliminar, a unidade possui um passivo de aproximadamente R$ 100 milhões. Somente com a folha de pagamento, são cerca de R$ 10 milhões.

 

Recentemente, o secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo exigiu que a unidade filantrópica abra a “caixa preta” para realizar possíveis repasses. 

 

Ele lembrou que a Santa Casa é uma unidade de saúde particular e, por isso, não pode injetar dinheiro público sem garantias que serão bem geridos.

 

 

Publicidade Áudio

Enquete

Prefeitura e Câmara de Paranatinga lança Consulta Pública - UNEMAT

ADMINISTRAÇÃO

AGRONOMIA

PEDAGOGIA

TURISMO

CIENCIA DA COMPUTAÇÃO

CIÊNCIAS ECONÔMICAS

ENGENHARIA CIVIL

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ENGENHARIA ELÉTRICA

FISICA

JORNALISMO

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ARQUITETURA E URBANISMO

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

EDUCAÇÃO FÍSICA

ENGENHARIA DE ALIMENTOS AGROINDUSTRIAL

ENGENHARIA FLORESTAL

GEOGRAFIA

LETRAS

QUIMICA

SOCIOLOGIA

ZOOTECNIA

AGROECOLOGIA

ARTES VISUAIS

CIÊNCIAS

ENFERMAGEM

FILOSOFIA

HISTÓRIA

MATEMÁTICA

SISTEMAS

TEATRO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE