Paranatinga, 21 de Novembro de 2018

Polícia

Suspeitos de matar jovem e gravar vídeo atirando na mão dele como punição 45 dias antes do crime são presos em MT

PRISÃO | 19/10/2018 13:27:50


 

 

Dois jovens suspeitos de assassinar um rapaz de 19 anos, em março deste ano, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, foram presos nesta sexta-feira (19) pela Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que investiga a morte de Sidnei Abreu dos Santos.

De acordo com a polícia, Welligton Machado, de 23 anos, e Pedro Wender Muniz dos Santos, de 19, são membros de uma facção criminosa e cometeram o crime a mando de líderes da facção que estão presos.

Quarenta e cinco dias antes do crime, Sidnei foi torturado e a cena foi gravada. No vídeo que circula nas redes sociais e aplicativos de celular, a vítima pede desculpas por crimes cometidos na região do Bairro Parque do Lago, em Várzea Grande.

Ao final do vídeo, um dos homens atira na mão esquerda dele como punição por continuar praticando furtos e roubos.

 

 

Welligton Machado, de 23 anos, e Pedro Wender Muniz dos Santos, de 19, foram presos — Foto: Polícia Civil-MT/ Montagem G1

Depois disso, no dia 12 de março deste ano, Sidnei foi morto com vários tiros à queima roupa em via pública, no Bairro Princesa do Sol, mesmo bairro onde os suspeitos de assassiná-lo foram presos.

Conforme a Polícia Civil, Sidnei era usuário de drogas e praticava furtos e roubos na região, o que teria motivado não apenas as agressões gravadas.

 

Welligton e Pedro serão indiciados por homicídio qualificado e associação criminosa, segundo a polícia.

 

 

Fonte: G1

Publicidade Áudio

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE