Paranatinga, 19 de Novembro de 2017

Polícia

Sargento do Gaeco envolvido em troca de tiros morre em hospital

Incidente também vitimou o soldado Kenedy Campos da Costa, de 25 anos

APÓS QUASE UM MÊS | 15/07/2017 11:39:26


O sargento da Polícia Militar, Jorge Roberto e Silva, de 42 anos, que atuava no Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), morreu na madrugada deste sábado (15), no Hospital Jardim Cuiabá,

 

Ele estava internado há quase um mês em razão de ter se ferido durante um tiroteio entre PMs, na Capital. 

 

O caso ocorreu no dia 17 de junho, no Bairro Tijucal. Na ocasião, o soldado Kenedy Campos da Costa, de 25 anos, acabou morto.

 

Conforme a assessoria de imprensa da Polícia Militar, o corpo do sargento foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). Não há informações sobre o velório.

 

No dia do fato, Kenedy estava sozinho checando uma situação de roubo e acionou uma viatura para dar apoio.

 

O carro que o policial acreditava ser dos ladrões era conduzido pelo sargento Jorge Roberto, que não teria gostado da maneira como foi abordado pelo militar.

 

Com isso, o sargento deu início a uma troca de tiros entre eles, além dos outros militares que foram chamados pelo soldado.

 

Kenedy foi atingido por dois disparos, não resistiu aos ferimentos e morreu na hora.

 

Já Jorge Roberto e Silva, levou três tiros, foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e encaminhado para o Pronto-Socorro.

 

O sargento ficou na unidade pública por dois dias.

 

No dia 20, ele foi transferido em estado grave para o Hospital Jardim Cuiabá. 

 

A única informação repassada é de que ele passou por algumas cirurgias, mas na madrugada de hoje seu quadro agravou e ele não resistiu. 

 

O caso

 

Segundo o boletim de ocorrência da PM, Kenedy, que é lotado no 1º Batalhão da PM, chamou reforço da polícia por mensagens de WhatsApp dizendo que tinha informações sobre um roubo e que os criminosos estariam nas proximidades do Bairro Tijucal.

 

Kenedy estava em uma caminhonete com um motorista que disse ser vítima de roubo no dia 14 de junho.

 

O morador pediu ajuda de Kenedy para encontrar o assaltante, que estaria em um veículo de cor prata.

 

Com essa informação, Kenedy se afastou para abordar um Voyage, carro onde supostamente estariam os assaltantes.

 

Quando ele abordou o motorista, houve uma discussão que deu início a troca de tiros. Os outros policiais também dispararam ao ver que Kenedy foi ferido.

 

Somente depois desses disparos, o condutor do Voyage se identificou como sargento da PM.

 

Uma pistola calibre .40 que pertence ao sargento, além de um revólver Taurus, calibre 38, de Kenedy, foram recolhidas.

 

As circunstâncias do caso estão sendo apuradas por meio de Inquérito Policial Militar (IPM), sob a responsabilidade da Corregedoria Geral da PM.

 

A Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa também investiga o fato.

Fonte: MidiaNews

FACEBOOK