Paranatinga, 26 de Junho de 2019

Polícia

LATROCÍNIO

Professor da UFMT é assassinado no interior do Estado

Publicado 20/12/2018 21:35:10


DA REDAÇÃO

A Polícia Civil confirmou nesta quinta-feira (20) que um corpo encontrado às margens de uma rodovia em Sinop, no último final de semana, é do professor da Universidade Federal de Mato Grosso, Francisco Moacir Pinheiro Garcia, de 53 anos.

 

Garcia dava aulas no campus de Sinop e estava desaparecido. O corpo foi reconhecido na tarde de hoje (20) no Instituto Médico Legal de Sinop.

 

O desaparecimento foi comunicado às autoridades apenas nesta quinta-feira (20), que foi quando parentes e amigos se deram conta de que ele estava desparecido e fizeram uma campanha pelas redes sociais.

 

De acordo com informações da Polícia Civil, um amigo da vítima tentou manter contato com ele por ligações e mensagens. Uma pessoa teria respondido às mensagens de texto com vários erros de português, o que causou desconfiança, já que Francisco é professor e não cometeria tais erros.

 

Além disso, a foto do perfil de Francisco no aplicativo WhatsApp foi retirada e o carro da vítima não foi encontrado em sua casa. 

 

Ainda segundo a Polícia Civil, o professor teria uma consulta marcada na última quarta-feira (19), porém, de acordo com a secretária do médico, ele havia pedido para remarcar a consulta alegando que estava em uma viagem para resolver problemas pessoais. 

 

Na mesma data, a vítima teria dito a parentes, por meio de mensagens, que foi à consulta e estava tudo bem, o que também levantou suspeitas na Polícia. Os investigadores apontam que alguém estava usando o celular do professor e se passando por ele nos dias em que mantinha contato com amigos e parentes.

 

No último sábado (15), o corpo de um homem foi encontrado caído de bruços e sem documentos às margens da rodovia entre os municípios de Sinop e União do Sul.

 

Uma equipe da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) esteve no local e constatou um ferimento na nuca do homem, que foi encaminhado para o IML de Sinop. Até então, como ainda não havia sido constatado o desaparecimento - já que alguém estava se passando pelo professor -, não foi possível saber se o corpo era dele mesmo.

 

O reconhecimento oficial do corpo foi feito por um servidor da UFMT, que era amigo do professor. Francisco Moacir Pinheiro Garcia dava aulas no Instituto de Ciências da Saúde (ICS). Ele ingressou no corpo docente da instituição em 2008.

 

A UFMT emitiu nota lamentando a morte do docente e a Pró-Reitoria do campus de Sinop decretou luto oficial de três dias.

 

O caso é tratado como latrocínio e será apurado pela Delegacia de Roubos e Furtos de Sinop.

 

 

Fonte: Mídia News

Publicidade Áudio

Enquete

Após iluminação pública, qual investimento será mais importante a Paranatinga

ASFALTO

PRAÇAS PÚBLICAS

SINALIZAÇÃO DE TRÂNSITO

SAÚDE PÚBLICA

EDUCAÇÃO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE