Paranatinga, 19 de Agosto de 2018

Polícia

Pintor que matou ex enforcada vai a júri no "Dia dos Namorados"

"Dia dos Namorados" | 06/06/2018 16:36:30


Denunciado pelo Ministério Público Estadual, por homicídio triplamente qualificado e feminicídio, Odilson dos Santos Silva, 32 anos, conhecido como “Louco”, será levado a júri popular no próximo dia 12 de junho, às 9 horas, em Cuiabá. Ele é acusado de matar enforcada e ocultar o cadáver de sua ex-namorada, Carol Ramos de Almeida, 22 anos, em outubro de 2015, em Cuiabá, por não aceitar o fim do relacionamento.

Após o crime, o acusado fugiu de Cuiabá. Ele foi preso em setembro de 2016 no Estado do Maranhão. 

"Louco" foi denunciado pelo crime de homicídio triplamente qualificado – motivo torpe, meios que impossibilitaram a defesa da vítima e ainda pelo fato dela ser mulher – e ocultação de cadáver. As penas máximas, somadas, chegam a 33 anos de prisão.

O crime aconteceu no dia 15 de outubro. A jovem desapareceu após sair de uma quitinete onde morava no bairro Planalto. Na ocasião, Carol entrou em contato com uma amiga informando que estava na companhia de seu ex-namorado.

A confirmação da morte ocorreu no dia 13 de novembro, após o corpo de uma mulher ser encontrado com uma corda enrolada no pescoço, na região do Rio Coxipó do Ouro. Submetido a necropsia, a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) confirmou a identidade do cadáver.

Segundo as investigações, a vítima estava separada de Odilson havia cerca de quatro meses. Entretanto, ele não aceitava a separação e sempre a perseguia com ameaças.

A jovem já tinha sofrido violência doméstica praticada pelo rapaz, que no último episódio acabou preso depois de ser denunciado, motivo pelo qual o acusado ficou muito revoltado.

 

 

Fonte: FOLHAMAX

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE