Paranatinga, 27 de Julho de 2017

Polícia

Mulher forjou sequestrou e falsa gravidez para evitar fim de casamento

FORJOU | 16/02/2017 11:06:17


Exames de sangue e ultrassonografia confirmaram que Cristiane Alves de Amorim, 36 anos, não estava grávida. Ela foi ouvida na Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e responderá por falsa comunicação de crimes de sequestro e cárcere privado. A mulher em declarações a Polícia confirmou que inventou a gravidez e toda a história para não acabar com o casamento

De acordo com a Polícia Civil, a  mulher registrou boletim de ocorrência, na terça-feira (14), comunicando que tinha sido sequestrada no dia 7 de fevereiro, permanecido por sete dias em cárcere e no cativeiro dado a luz ao bebê da gravidez de cerca de 9 meses.

O caso foi encaminhado ao GCCO, que desde o início desconfiava da história, até que exames médicos confirmaram a falsa gravidez. O delegado, Diogo Santana, depois de ouvir a mulher, informou que ela também tinha enganado o marido, alegando que inventou a gravidez e toda a história para não acabar com o casamento, inclusive, mandando foto de ultrassom de grávida como se fosse dela.

A ocorrência, inicialmente, foi atendida pela Polícia Militar, que acionada encontrou a mulher no terminal rodoviário, acompanhada do marido e da irmã. O marido contou aos policiais que no dia 7 havia deixado a companheira na Santa Casa da Misericórdia de Rondonópolis (212 km  ao Sul), onde realizaria o parto.

No boletim de ocorrência consta informação de que uma mulher loira, teria se aproximado dela, iniciado conversa sobre a gestação, sexo da criança e se o parto seria cesária ou normal. Em seguida, um casal apareceu e, após, algum tempo oferecido água, quando passou a sentir sonolenta e teria sido colocada dentro de um veículo. Depois desse fato, segundo a mulher, veio a acordar em uma residência, da qual não sabia o endereço. Na casa foi deitada sobre uma maca e induzida ao parto normal.

A mulher ainda narra, que após o parto, sob ameaças, entrou em contato com o marido dizendo que teve complicações no parto e que teriam que ir até Cuiabá, onde lhe entregariam a criança. Ela conta que foi abandonada perto de um supermercado, nas proximidades do terminal rodoviário. 

Procurada pelo Olhar Direto, a assessoria da Santa Casa informou que a mulher não tinha parto nenhum marcado. 

 

Fonte: Olhar Direto

Veja Também

SUSPEITO FUGIU | 25/07/2017

Após ter luz cortada, morador mata funcionário de empresa

Gilmar Francisco de Oliveira, de 32 anos, havia ido até a casa para fazer a religação

POLICIAL | 24/07/2017

"Giro Solidário" promete dinheiro rápido e fácil, mas é crime e pode dar oito anos de prisão

ENFORCADO | 24/07/2017

Comando Vermelho mata membro do PCC em presídio de Cuiabá

GOLPE DA CANA | 23/07/2017

Gerente de cooperativa aplica golpe de R$ 23 milhões em fazendeiros de MT

Um mês depois do desligamento do chefe do esquema criminoso, ocorrido em 8 de maio de 2017

CANTADA | 23/07/2017

Rapaz agride vizinhos que "cantaram" sua esposa em condomínio em MT

Policiais militares disseram que foram acionados pelos seguranças do condomínio para atender uma ocorrência de briga generalizada.

PESCADORES | 23/07/2017

Paulistas são presos com 300 quilos de pescado ilegal em MT

Durante a busca pessoal e revista nos veículos, o pescado irregular foi encontrado em um dos carros

COMPARSA | 22/07/2017

Ladrão tenta matar vítima, erra e atinge a cabeça de comparsa

DROGAS | 21/07/2017

Polícia Federal prende mulher em rodoviária com 15kg de maconha

A Polícia Federal continua as investigações de como a jovem teria conseguido a droga e qual seria o receptor.

Ver Mais
FACEBOOK