Paranatinga, 17 de Novembro de 2018

Polícia

Mulher é presa suspeita de matar o tio deficiente físico em MT

BEBEDEIRA E MORTE | 28/10/2018 15:41:32


 

Uma mulher, identificada pelas iniciais M.M.S.P, de 44 anos, foi presa suspeita de matar o tio dela, Antonio Donizete da Silva, de 63 anos, que é deficiente físico, em Campinápolis (a 658 km a Leste). 

 

A prisão em flagrante foi feita pelas polícias Civil e Militar

 

Segundo a polícia, a suspeita estava embriagada no momento do crime e utilizou as muletas do tio para cometer o assassinato.

 

O homicídio aconteceu por volta das 20h30 de quinta-feira (26) na residência da vítima, no Bairro Setor União.

 

Assim que foram acionadas, as equipes das polícias Civil e Militar foram até o local, onde encontraram a vítima deitada na cama, já sem vida, com lesões no supercílio e na face esquerda.

 

Imediatamente, os policiais iniciaram as diligências e, através de oitivas de testemunhas, descobriram que a sobrinha da vítima estava no local momentos antes do crime, consumindo pinga com o seu tio.

 

Segundo informações, a suspeita estava muito alcoolizada e alterada. Uma testemunha contou que chegou a ir até a casa por volta das 22 horas, momento em que viu a vítima ensanguentada em cima da cama, com as mãos sujas de sangue.

 

Com base nas informações, as equipes saíram em diligências em busca da suspeita, conseguindo encontrá-la seguindo na garupa de uma motocicleta, nas proximidades do lixão, na saída para Nova Xavantina.

 

Logo na abordagem, os policiais deram voz de prisão à mulher, que em depoimento confessou o crime e disse que utilizou as muletas do tio para executá-lo.

 

Segundo a suspeita, ela e o tio estavam ingerindo bebida alcoólica quando iniciaram uma discussão e o tio caiu no chão.

 

Ela levantou o tio e o colocou na cama, porém a vítima continuou as provocações e pedidos por mais pinga, momento em que ela pegou a sua muleta e efetuou vários golpes contra a cabeça do tio. Ela contou que ao perceber que o tio estava desfalecido, tentou reanimá-lo, porém ele já estava sem vida.

 

Diante da situação, a acusada foi conduzida a Delegacia de Campinápolis, onde foi lavrado  o flagrante pelo crime de homicídio qualificado.

 

 

Fonte: Mídia News

Publicidade Áudio

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE