Paranatinga, 17 de Julho de 2018

Polícia

Dupla é presa por matar colega de trabalho e jogar corpo em rio em MT

Dupla | 06/04/2018 22:17:40


Em rápida resposta, a Polícia Judiciária Civil prendeu dois homens suspeitos de assassinar uma pessoa e jogar o corpo em um córrego na zona rural, do município de Santa Terezinha (1.312 km a Nordeste).

Os suspeitos, Ramom Gomes de Souza, 19 anos, e José Nascimento de Sousa Neto, 40 anos, trabalhavam com a vítima. Os dois foram presos na manhã de quarta-feira (03.04), na chácara onde supostamente o crime aconteceu.

O crime ocorreu a noite de sábado, 31 de março, em uma chácara, a aproximadamente 10 quilômetros do perímetro urbano da cidade. A vítima, Valmir Glier, 53 anos, foi morta a facadas. Seu corpo foi encontrado na tarde de terça-feira (03.04), no córrego conhecido como “furo de pedra”.

Uma denúncia auxiliou a Polícia Civil a localizar o corpo da vítima. O denunciante informava sobre o paradeiro da motocicleta de Valmir, que se encontrava próximo ao córrego. Com o auxilio de uma canoa, os policiais civis, com apoio de policiais militares, encontraram o corpo de Valmir, dentro de um saco boiando no córrego.

Perícia realizada pela Politec constatou perfurações no corpo de Valmir. No local onde a moto foi encontrada, próximo a uma ponte, havia marca de frenagem, supostamente para simular que a vítima teria sofrido um acidente e caído dentro do córrego.

Com base nas investigações realizadas pela equipe da Polícia Civil de Santa Terezinha, o delegado Renato Resende do Nascimento, responsável pela Delegacia de Vila Rica e que também responde por Santa Terezinha representou pela prisão preventiva dos suspeitos, Ramom Gomes e José Nascimento, com quem Valmir trabalhava e foi visto pela última vez.

Em interrogatório, o suspeito Ramom Gomes de Souza, conhecido por “Gafanhoto”, confessou participação no crime. O segundo envolvido, José Nascimento de Sousa Neto, popular “Goiano”, negou envolvimento no homicídio.

O delegado destacou a ação integrada das polícias Civil e Militar e agradeceu o belo trabalho investigativo realizado pela equipe de investigadores da Delegacia de Santa Terezinha. “Agradeço a equipe de policiais de Santa Terezinha que participaram das investigações e puderam dar uma resposta rápida para esse crime”, destacou.

Os dois suspeitos permanecem presos à disposição da Justiça.

 

Fonte: Folha Max

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE