Paranatinga, 21 de Setembro de 2018

Paranatinga

Prefeitura de Paranatinga retoma construção de escola em Aldeia Indígena

Infraestrutura e Educação | 16/08/2018 14:26:39


Assessoria

 

Paranatinga News

 


As obras da escola Otavio Kurewe, na aldeia Turua foi retomada pela Prefeitura de Paranatinga, para dar sequência na construção a equipe de engenheiro teve de refazer planilhas e ajustar o orçamento original, de pouco mais de R$ 234 mil reais quando a obra foi lançada em 2015.


O prazo de execução na época foi fixado em 120 dias, ou seja, a obra deveria estar pronta desde 2015.

 

O recurso, estimado inicialmente foi de R$ 234,710,00. Mas a obra acabou tendo diversas irregularidades e apontamentos pelo FNDE na gestão passada cortando assim os repasses até que fossem adequadas ao projeto original.
Tudo isso atrapalhou o andamento da obra e causou indignação a toda comunidade.


A escola também foi alvo de uma polemica no ano passado quando insatisfeito com a demora, a comunidade resolveu reter o Engenheiro responsável pela medição até que as autoridades estivessem na aldeia e dessem uma resposta sobre a conclusão da mesma.


Na ocasião o Prefeito Marquinhos fez o compromisso de concluir a obra dentro de toda legalidade e normas imposta pelo FNDE.


A Secretária de Educação Arlinda Barbosa Vian e o Engenheiro Jean, estiveram presente na aldeia para fazer uma vistoria e assim dar ordem para a retomada das obras.


Os operários da empreiteira responsável pela obra estão concluindo uma etapa da cobertura, parte hidráulica e elétrica. Após será feito a instalação do piso.


O prefeito Josimar Marques Barbosa (Marquinhos do Dedé) relatou que hoje a situação está regularizada legalmente para que a construção continue.


“Hoje estou feliz em poder de maneira clara e correta dar sequência na construção desta escola. Nesta gestão trabalhamos com transparência e seriedade em todas as nossas ações.

 

Sei da importância desta obra para toda comunidade Bakairi, más eu não podia ser irresponsável de fazer algo fora dos padrões legais.

Depois de reorganizarmos planilha e fazermos adequações no projeto, podemos continuar a obra e se Deus quiser entrega la o mais rápido possível para a comunidade.


Esta é a segunda construção de escola que a atual gestão encontrou irregular e parada que será entregue à comunidade.

 

A primeira, foi a Escola Moreira Cabral do Distrito de Santiago do Norte, além de uma quadra poliesportiva no distrito de Salto da Alegria. Que será licitado na próxima semana para que também seja concluída.” - Concluiu Marquinhos.

 

 

Fonte: Assessoria

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE