Paranatinga, 26 de Setembro de 2017

Paranatinga

Prefeitura de Paranatinga rebate; não há falta de alimentos na Casa Transitória, medida foi adotada por segurança física dos internos

PREFEITURA DE PARANATINGA | 05/09/2017 09:26:02


Paranatinga News

 

A prefeitura municipal de Paranatinga, comunica a todos que ainda não foi notificada pelo MP sobre a investigação em curso sobre o ocorrido na Casa Transitória e que apenas soube do fato após a publicação na imprensa local (Ministério Público investiga possível prática de maus tratos contra crianças e adolescentes abrigados na Casa Transitória de Paranatinga) e por isso vem a público esclarecer os fatos.

 

A Casa Transitória esta nos últimos dias cuidando de um adolescente aparentemente com transtornos psiquiátricos e que apresenta sinais de atos violentos, tendo que a prefeitura municipal disponibilizar quatro funcionários em sistema de rodizio para cuidar do adolescente, para que o mesmo não venha agredir os demais no local, colocando a própria vida e a dos demais em risco.

 

Existe informações de que o adolescente tentou pegar garfos, facas e outros objetos de pontas ou cortantes para atentar contra a própria vida, neste final de semana.

 

Como a representante da Casa Transitória precisava tomar uma medida ou ação urgente em virtude também de ser final de semana, pegou todos os objetos citados acima (facas, garfos, e outros...) que poderiam ser utilizados pelo menor para atentar contra a própria vida ou contra a vida das demais pessoas que estão no local e os guardou dentro de um freezer e ou geladeira, para manter a segurança na Casa, até que algo venha a ser feito.

 

No entanto quanto á matéria citada que há falta de alimentos ou que os mesmos ficaram trancados e possíveis maus tratos, isto não procede com a verdade dos fatos ocorridos na Casa Transitória no último final de semana.

 

Uma vez que a alimentação é farta e abundante no local como podem ser comprovados por uma eventual investigação dos fatos pelo MP.

 

A Assessoria da prefeitura informa a todos que jamais houve ou haverá mau tratos com relação aos internos e que na tarde por volta das 16 horas que houve o ocorrido o Juiz da Vara da Infância, Dr Jorge, foi informado da situação pela cuidadora da Casa Transitória, na qual o adolescente estava colocando em risco a vida dos demais internos da Casa. 

 

A Prefeitura respeita muito a ação desenvolvida pelo MP, mas que tem a certeza com a apuração dos fatos tudo será devidamente esclarecido e todo mal-entendido será desfeito e ressalta que alimentação tem sido fornecida para o local de forma abundante e que não existe regulamentação de alimentação para os internos.

 

Por causa disso a prefeitura disponibilizou quatro funcionários para fazerem um rodizio no local, para assegurar a integridade física de todos no local.

 

Não é um controle de alimentos no local e sim foi uma ação preventiva para evitar danos maiores contra a vida das pessoas que utilizam a Casa e a própria vida do adolescente em questão devido aos atos de violência que o mesmo tem apresentado no local para com os demais e para consigo mesmo.

 

PREFEITURA MUNICIPAL DE PARANATINGA

 

 

 

 

 

 

 

FACEBOOK