Paranatinga, 18 de Outubro de 2018

Paranatinga

PARANATINGA: Chuvas e vento forte traz danos ao Parque de Exposições neste Domingo

GERAL | 24/09/2018 10:02:51


Paranatinga News

 

Neste Domingo (23/08) em Paranatinga tivemos ventos fortes e chuva,  as condições do tempo trouxe danos a estrutura de uma parte do Parque de Exposições da cidade.

Com ventos fortes parte do telhado foi descoberto e aos arredors árvores foram quebradas.

Confira as fotos.

 

 

ATENÇÃO

Excesso de pólen no ar, clima chuvoso e tempo quente aumentam o risco de crises alérgicas em MT

 

Os municípios de Mato Grosso devem ser atingidos com pancadas de chuva nesta primeira semana da primavera, segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A liberação excessiva do pólen das flores aumenta o número de crises alérgicas, como a rinite.

A temperatura máxima prevista para esta segunda-feira (24), em Cuiabá, é 39°C, até as 17h. A probabilidade é de 80% de chuva.

Em Sinop, a 503 km da capital, a temperatura deve chegar a 41°C, com possibilidade de pancadas de chuvas isoladas.

De acordo com o Inpe, em Cuiabá e Várzea Grande, a possibilidade de pancadas de chuva até esta quinta- feira (27) é de 80%. Durante o fim de semana, o céu deve ficar parcialmente nublado.

O índice de umidade relativa durante o dia deve ficar entre 26% e 30% entre 15h e 19h . A OMS estabelece o índice acima dos 60% como ideal para a saúde humana.

Os municípios de Rondonópolis, Tangará da Serra, a 218km, 242km da capital, também tem previsão de chuva de até 80% neste final de semana.

A primavera marca um período de transição no clima do Brasil. Por isso, tem características tanto de inverno quanto de verão. Até o início de outubro, a chuva deve estar presente nos municípios de Mato Grosso.

Em novembro, pode haver estiagens regionalizadas. Em dezembro, a falta de chuva deve se consolidar.

Na primavera, aumentam os casos de problemas respiratórios, por causa do excesso de pólen liberado pelas flores, típico nesta estação, que aumenta o número de crises ao entrar contato com a mucosa respiratória, provocando a rinite alérgica, entre outros problemas.

Alguns cuidados, como lavar o nariz com soro fisiológico, usar óculos para evitar conjutivite, evitar tapetes, carpetes e cortinas, deixar as janelas do quarto fechadas e dimininuir o uso de produtos químicos de limpeza, podem ajudar a prevenir as doenças respiratórias da primavera, sendo as crianças, na maioria das vezes, as que mais sofrem neste período de tempo seco.

 

Além desses cuidados caseiros, os inaladores e umidificadores são ótimas opções para amenizar os efeitos das alergias dessa estação. Os umidificadores de ar, por exemplo, têm como função manter o nível da umidade de ar do ambiente dentro dos padrões e, por isso, facilitam a respiração.

 

 

 

Fonte: Paranatinga News

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE