Paranatinga, 19 de Abril de 2019

Meio Ambiente

MIRANTE

Governo de Mato Grosso desapropria Mirante de Chapada dos Guimarães e assumirá área turística

Publicado 31/07/2016 12:03:10


Ponto turístico mais visitado de Mato Grosso,  o Mirante de Chapada dos Guimarães  (a 64km de Cuiabá), se tornará nos próximos dias uma área de interesse turístico do Governo do Estado. O decreto de desapropriação em alguns dias deverá ser publicado em Diário Oficial e será o "start" para o processo.  A afirmativa é do secretário adjunto de Turismo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Luiz Carlos Nigro,  durante  I Encontro Comercial - Hotéis e Negócios, nesta manhã, 28, em Cuiabá. 

Nesta manhã, ao Agro Olhar, ele frisou quanto a necessidade de medidas para potencializar o turismo e que garantam a visitação ao local, que sofre ainda com graves erosões em razão de anos de exploração desenfreada.

O Mirante de Chapada dos Guimarães está interditado para visitação desde novembro de 2015 pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). A interdição foi realizada por uma equipe da Coordenadoria de Unidades de Conservação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a Secretaria de Obras da Chapada dos Guimarães. 

Na ocasião da interdição para visitação a Sema pontuou que a situação do local era considerada crítica, pois constatou-se em vistorias risco iminente de desabamento do solo em placas de até 15 metros, em vários pontos. O Mirante está localizado a 7,5 km da Praça Central de Chapada, na MT-251 sentido Campo Verde.

"O Mirante de Chapada dos Guimarães é o ponto turístico mais visitado de Mato Grosso e não possui nenhuma estrutura. Na próxima semana deve sair um decreto que tornará o local em uma área de interesse turístico do Governo do Estado para que nós possamos dar um start no processo de desapropriação para assumirmos a área", revelou Nigro ao Agro Olhar.

De acordo com Luiz Carlos Nigro, um projeto de recuperação ambiental será elaborado, e após a conclusão do mesmo se fará outro projeto visando a colocação de estacionamentos e passarelas de visitação no ponto turístico. Segundo Nigro, as passarelas são para que se tenha no Mirante uma visitação ordenada no local.

Questionado sobre o tempo que levaria entre o decreto e as melhorias a serem feitas no local, Nigro afirmou ao Agro Olhar que "nós temos que fazer ainda em 2016 tudo isso, pois o grande problema lá é a erosão".

O secretário adjunto de Turismo de Mato Grosso revelou, ainda, que um termo de acordo judicial com todas as partes envolvidas no processo está sendo elaborado também. O termo é elaborado pelo Governo de Mato Grosso, Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Ministério Público Federal, Promotoria de Chapada dos Guimarães e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

"Com esse termo, que será juntado à ação que tramita na Justiça Federal contra o proprietário da área, o Governo de Mato Grosso terá respaldo legal para fazer a desapropriação e as obras necessárias no local", declarou Nigro.

 

Fonte: Agro Olhar

Publicidade Áudio

Enquete

Prefeitura e Câmara de Paranatinga lança Consulta Pública - UNEMAT

ADMINISTRAÇÃO

AGRONOMIA

PEDAGOGIA

TURISMO

CIENCIA DA COMPUTAÇÃO

CIÊNCIAS ECONÔMICAS

ENGENHARIA CIVIL

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ENGENHARIA ELÉTRICA

FISICA

JORNALISMO

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ARQUITETURA E URBANISMO

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

EDUCAÇÃO FÍSICA

ENGENHARIA DE ALIMENTOS AGROINDUSTRIAL

ENGENHARIA FLORESTAL

GEOGRAFIA

LETRAS

QUIMICA

SOCIOLOGIA

ZOOTECNIA

AGROECOLOGIA

ARTES VISUAIS

CIÊNCIAS

ENFERMAGEM

FILOSOFIA

HISTÓRIA

MATEMÁTICA

SISTEMAS

TEATRO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE