Paranatinga, 25 de Março de 2019

Mato Grosso

SELMA ARRUDA

Selma Arruda diz que foi extorquida três vezes para ser absolvida no TRE/MT e conta que Possamai bancou sua campanha

Publicado 14/12/2018 10:55:09


A senadora Selma Arruda (PSL), em uma live na noite desta quinta-feira (13.12), sem citar nomes, disse que foi extorquida três vezes para que fosse absolvida no processo que tramita contra ela no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MT).

“Eu já fui três vezes extorquida por causa desta bagunça. Na primeira vez me pediu R$ 360 mil, na segunda R$ 600 mil e na terceira, me pediram cargos, pra me absolver neste processo no TRE, eu não cedo a chantagem, eu não cedo a extorsão, e vou continuar lutando, se a gente ceder uma vez a corrupção, ela entranha em você, e nunca mais sai de você”, acusou Selma Arruda.

Selma começou a live justificando o motivo de sua ausência nas redes sociais. Segundo ela, foi por conta das notícias veiculadas na imprensa. Ela criticou a imprensa mato-grossense e negou caixa dois e abuso de poder econômico. Ela disse que tem convicção que será absolvida pela Justiça.

Quanto ao dinheiro em sua conta, sem mencionar o Contrato de Mútuo que fez com o suplente Gilberto Possamai – popular Beto Possamai – revelou que ao invés de se atrelar com grupos e ficar comprometida, preferiu escolher um suplente que financiasse sua campanha.

“Pra não ficar recebendo dinheiro de setores que eu ficaria amarrada, atrelada, eu optei por ter um suplente que pudesse arcar com estas despesas, entrevistei, gostei de Gilberto Possami que financiou toda a campanha de marketing”, declarou.

Ela criticou a imprensa e disse que boa parte da mídia quer desconstrui-la, assim como tem feito com o presidente eleito Jair Bolsonaro e com seu filho Flávio Bolsonaro.

“Boa parte da mídia está se ocupando para me descontruir, assim como estão fazendo como capitão Bolsonaro, porque existe interesse, um contexto que eu não entre, que quer que Bolsonaro não entre, que Flávio Bolsonaro não entre. Vou dizer uma coisa pra vocês, a esquerda perdeu, mas eles não estão mortos, e estão unidos com a velha e podre política, com estes que colocaram o Brasil nesta derrocada. Mas não vão conseguir nos derrotar”, afirmou.

Selma criticou a Gazeta e o Muvuca diretamente. “Saíram duas fofocas, tem pessoas que esqueceram de tomar o remédio controlado, ou o remédio está vencido, mas tenho certeza que a cacholinha não está bem. Quanto eu ir embora pra Brasília, meus filhos estão em Cuiabá. A Gazeta citou fontes, diga quem foi, coloca a versão correta. A imprensa tem que ter seriedade. Outra pessoa que não tem miolo no lugar, um tal de Muvuca, que disse que eu tenho uma bomba, que estou ameaçando desembargadores, o Judiciário, que vou fugir pra Brasília. A pessoa é doente mental pra escrever isso. Não tem bomba nenhuma, se eu tivesse já teria contado pra autoridades, não sou desta laia”.

Ela disse que sua missão é salvar este País com Bolsonaro.

 

 

Fonte: VGNoticias

 

 

Publicidade Áudio

Enquete

Até o momento qual a sua avaliação sobre a gestão de Mauro Mendes?

ÓTIMA

BOA

RUIM

PÉSSIMA

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE