Paranatinga, 20 de Novembro de 2017

Mato Grosso

Mesmo com multa de R$ 50 mil e corte de ponto, servidores do Detran decidem continuar com greve

GREVE CONTINUA | 06/11/2017 13:28:25


O  Sindicato dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Sinetran-MT) afirmou que mesmo após a decisão do Tribunal de Justiça, que autoriza que o Governo do Estado corte ponto dos servidores do Detran e a fixação de multa diária no valor de R$ 50 mil, os servidores devem continuar com a greve por tempo indeterminado. Movimento foi iniciado no dia 11 de setembro.

Na última quarta-feira (1), a desembargadora Maria Erotides Kneip, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, concedeu liminar permitindo que o Governo do Estado corte o ponto dos servidores grevistas do Detran. Ela também fixou multa diária de R$ 50 mil. O movimento já dura 56 dias.

De acordo com o Sinetran a greve deve continuar do mesmo jeito porque o corte já estava sendo feito desde antes da Justiça se pronunciar. Com relação à multa, o sindicato espera recorrer e reverter no final da greve.

O Sinetran ainda disse que nenhuma nova reunião ou audiência foi agendada pelo Governo do Estado e que após a ação da polícia em uma manifestação dos servidores na semana passada o movimento foi fortalecido e mais servidores do interior do Estado aderiram à greve.

Fonte: Olhar Direto

FACEBOOK