Paranatinga, 20 de Abril de 2019

Mato Grosso

VLT

Janaina sugere colocar “pedra” no VLT e vender vagões do modal

Publicado 21/10/2018 12:23:43


DA REDAÇÃO

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) sugeriu que o governador eleito Mauro Mendes (DEM) coloque uma “pedra” de uma vez por todas sobre a obra do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Cuiabá e Várzea Grande.

 

A deputada, que foi mais votada no pleito deste ano, declarou que o mais sensato seria vender os vagões do modal para angariar fundos para o Estado.

 

“Há estudo dizendo que o VLT é viável e outro dizendo que o VLT não é viável. É até preocupante você dar uma opinião sobre isso, porque eu não sei qual deles é isento de verdade”, disse.

 

“Mas se fosse eu [como governadora do Estado], sinceramente, colocaria uma pedra de uma vez por todas nessa questão do VLT, tentaria ver o que dar para vender disso daí e fecharia de uma vez por todas essas cicatrizes”, afirmou a deputada em entrevista a Rádio Mega FM, nesta semana.  

 

Iniciada em 2012, as obras do modal estão paradas desde 2014 - quando supostamente deveria ter sido concluído a tempo para a Copa do Mundo, em julho daquele ano. 

 

Se fosse eu, sinceramente, colocaria uma pedra de uma vez por todas nessa questão do VLT, tentaria ver o que dar para vender disso daí e fecharia de uma vez por todas essas cicatrizes

 

A obra resultou em obras simultâneas em diversas vias da região metropolitana e já consumiu R$ 1,066 bilhão dos cofres públicos, mas não tem previsão para sair do papel.

 

A declaração de Janaina chama a atenção, uma vez que ela filha do ex-deputado estadual José Riva, um dos principais defensores do VLT quando da escolha do modal para o Mundial.

 

Riva, inclusive, confessou em 2016 que fez “pressão política” para que o VLT fosse escolhido na Grande Cuiabá.

 

Parceria Público Privada

 

Para Janaina, o atual governador Pedro Taques (PSDB) “engessou” a obra ao criar um embate com o Ministério Público Estadual (MPE).  

 

“O Governo apresentou um relatório acabando com o Consórcio VLT, dizendo que o VLT era extremamente inviável. Depois, o Governo mudou isso aí e o MPE disse: 'Espera lá, vocês têm que decidir, vocês estão de brincadeira; uma hora é viável, outra não é viável”, afirmou.

 

A deputada afirmou que, caso Mendes queira terminar a obra, o mais adequado seria fazer uma Parceria Público Privada.

 

“Agora, para aqueles que têm a sensibilidade da importância dessa obra aí, a Parceria Público Privada é a melhor opção. Agora, se ela é possível, eu não sei. Não sei se alguém tem interesse de tocar essa obra”, disse.

 

Obra do VLT

 

O contrato firmado em 2012 para a realização da obra de implantação do VLT, que prometia melhorar a mobilidade urbana em Cuiabá e Várzea Grande e atender à demanda durante a Copa, foi rescindido pelo governo após a deflagração da Operação Descarrilho, da Polícia Federal, em agosto de 2017, que apontou irregularidades na obra.

 

Apenas 6 km dos 22 km dos trilhos do VLT foram concluídos.

 

O Governo do Estado prometeu lançar uma nova licitação para a obra, cujo orçamento inicial era de R$ 1,477 bilhão.

 

Enquanto isso, os 42 vagões vão se deteriorando no Centro de Controle Operacional e Manutenção, que fica próximo ao Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande. Eles foram comprados quando a obra mal tinha sido iniciada.

 

Para a manutenção desses vagões e de outros materiais já comprados, o governo gasta R$ 16 milhões ao mês.

 

Fonte: Mídia News

Publicidade Áudio

Enquete

Prefeitura e Câmara de Paranatinga lança Consulta Pública - UNEMAT

ADMINISTRAÇÃO

AGRONOMIA

PEDAGOGIA

TURISMO

CIENCIA DA COMPUTAÇÃO

CIÊNCIAS ECONÔMICAS

ENGENHARIA CIVIL

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ENGENHARIA ELÉTRICA

FISICA

JORNALISMO

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ARQUITETURA E URBANISMO

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

EDUCAÇÃO FÍSICA

ENGENHARIA DE ALIMENTOS AGROINDUSTRIAL

ENGENHARIA FLORESTAL

GEOGRAFIA

LETRAS

QUIMICA

SOCIOLOGIA

ZOOTECNIA

AGROECOLOGIA

ARTES VISUAIS

CIÊNCIAS

ENFERMAGEM

FILOSOFIA

HISTÓRIA

MATEMÁTICA

SISTEMAS

TEATRO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE