Paranatinga, 21 de Março de 2019

Mato Grosso

CORRIDA AO TCE

4 deputados, um juiz e um contador são indicados; Zaque recuou

Publicado 19/02/2019 21:56:54


 

A Assembleia Legislativa indicou, nesta terça-feira (19), seis nomes para concorrer à vaga no Tribunal de Contas do Estado, sendo quatro deputados, um juiz e um contador.

 

Os nomes são: Guilherme Maluf (PSDB), Dilmar Dal'Bosco (DEM), Sebastião Rezende (PSC) e Max Russi (PSB); o juiz Eduardo Calmon de Almeida Cezar e o contador Luiz Mário de Barros.

 

O promotor de Justiça Mauro Zaque, considerado um dos favoritos no início do processo, recuou e não obteve indicação.

 

Ao contrário do previsto, os nomes não foram anunciados durante a sessão ordinária. O presidente da Comisão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), Paulo Araújo (PP) decidiu que fará a leitura dos nomes apenas nesta quarta-feira (20).

 

 

 

Nos bastidores, o presidente Eduardo Botelho (DEM) tentou costurar um acordo entre os deputados. Em vão. Nenhum se dispôs a recuar em favor dos outros.

 

Mesmo na condição de réu, acusado de participar de esquema de corrupção na Seduc, durante a gestão Pedro Taques, Guilherme Maluf não admitiu recuar.

 

A vaga – que estava sub judice desde 2014 – pode ser definida já nesta semana, dependendo da análise dos documentos pela CCJ.

 

A partir de agora, a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) terá 48h para analisar se os documentos dos indicados preenchem os requisitos exigidos pelo regimento interno e pela Constituição Federal.

 

Dentre os requisitos estão “a idoneidade moral e reputação ilibada” e “notórios conhecimentos jurídicos, contábeis, econômicos e financeiros ou de administração pública”.

  

Veja os indicados:

 

O deputado Guilherme Maluf (PSDB), indicado por Ondanir Bortolini, o Nininho (PSB);

 

 

  

O deputado Max Russi (PSB), indicado por Janaina Riva (MDB);

 

O deputado Dilmar Dal'Bosco (DEM), indicado por Romoaldo Junior (MDB);

 

O deputado Sebastião Rezende (PSC), indicado por Max Russi (PSB);

 

O juiz Eduardo Calmon de Almeida Cezar, indicado por Ulysses Moras (DC);

 

O contador Luiz Mário de Barros, indicado por Wilson Santos (PSDB).

 

 

Fonte: Mídia News

Publicidade Áudio

Enquete

Até o momento qual a sua avaliação sobre a gestão de Mauro Mendes?

ÓTIMA

BOA

RUIM

PÉSSIMA

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE