Paranatinga, 21 de Março de 2019

Judiciário

VAGA NO TCE

População rejeitou nome de Maluf; judicialização era previsível

Publicado 25/02/2019 15:56:12


REDAÇÃO

 

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) afirmou ter visto uma manifestação popular muito intensa contrária à indicação do deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) ao cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT).

 

Segundo ela, o nome do tucano foi “rejeitado” pela sociedade.

 

Ainda assim, a indicação de Maluf foi aprovada pela Assembleia Legislativa com 13 votos favoráveis e 8 contra. Há, no entanto, uma decisão do juiz Bruno D’Oliveira Marques que impede a nomeação e posse do parlamentar no cargo.

 

PUBLICIDADE

 

Entre outros pontos, o magistrado entendeu que Maluf não cumpre requisitos previstos para o cargo, especialmente reputação ilibada, idoneidade moral e conhecimentos técnicos.

 

 

A população estava rejeitando muito o nome do Maluf. Aonde você ia, só se falava nisso

“Era previsível a questão da judicialização, é uma vaga muito desejada. Era sobre isso que eu falava. Nada a ver ser contra o Maluf. Eu falava isso porque vivemos isso no passado quando meu pai [José Riva] tentou a todo custo indicar minha mãe [Janete Riva] e não era um clima favorável à indicação. Agora também não tinha clima para indicar o Maluf”, afirmou a deputada.

 

“A população estava rejeitando muito o nome dele. Aonde você ia, só se falava nisso. Nunca vi uma vaga ser tão comentada assim, por pessoas que não tinham relação com política. Não queriam mesmo o nome do Maluf”, acrescentou Janaina.

 

As declarações foram dadas na manhã desta segunda-feira (25), em entrevista à Rádio Capital FM.

 

Na ocasião, Janaina lembrou que, ao contrário do que ocorreu à época da indicação de sua mãe ao cargo de conselheira, desta vez, não houve protestos contrários a Maluf. Em que pese ele ter se tornado réu no último dia 14, acusado de participação num esquema de fraudes em licitações da Secretaria de Estado de Educação.

 

“Houve uma pressão muito forte contra o nome dele. Pressão que não houve aqui dentro da Assembleia, diferente do que vimos no passado, desta vez não teve carro de som, não houve protesto”, disse.

 

“Acho que até em função de o Maluf ter um perfil tranquilo, ele não causa esse alvoroço todo. Mas é uma coisa que na minha opinião era previsível”, reiterou a deputada.

 

 

Fiz campanha contra o Maluf, pois achava que não era momento de o Legislativo passar por isso. Cumprimos um rito. Agora ele tem que se defender enquanto indicado

“Missão concluída”

 

Ainda durante a entrevista, a deputada Janaina Riva afirmou eu a “missão da Assembleia está concluída coma indicação de Maluf ao TCE.

 

A partir de agora, segundo ela, cabe ao próprio deputado viabilizar sua nomeação no cargo.

 

“Fiz campanha contra o Maluf, pois achava que não era momento de o Legislativo passar por isso. Era uma indicação polêmica, mas encerrou. Cumprimos um rito. Agora ele tem que se defender enquanto indicado”, afirmou.

 

“Agora acredito que o Guilherme tem que lutar pra que ele seja o indicado. E a Assembleia pode, claro, tirar uma lição disso aí. Teríamos que ser mais criteriosos”, concluiu a deputada.

 

Fonte: Mídia News

Publicidade Áudio

Enquete

Até o momento qual a sua avaliação sobre a gestão de Mauro Mendes?

ÓTIMA

BOA

RUIM

PÉSSIMA

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE