Paranatinga, 25 de Agosto de 2019

Geral

Santa Casa

Sem pagamentos, médicos anunciam demissão em massa na Santa Casa

Publicado 17/01/2019 11:48:16


Médicos do setor de obstetrícia da Santa Casa e Maternidade de Rondonópolis (a 280 quilômetros de Cuiabá) anunciaram demissão em massa, caso não haja o pagamento dos plantões atrasados há alguns meses. Desde dezembro do ano passado, a unidade paralisou todos os serviços eletivos do Sistema Único de Saúde (SUS), e somente casos de urgência e emergência estão sendo atendidos.



Planilha obtida por Olhar Direto aponta que o Governo deve a quantia de R$ 3,9 milhões à Santa Casa. Os valores seriam referentes aos atendimentos de média e alta complexidade (Mac), da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto, neonatal e pediátrica.
 
Conforme apurado pela reportagem, o setor de média e alta complexidade está sem receber repasses desde maio do ano passado. Somente neste setor, o Estado deve R$ 2,2 milhões. Com atrasos desde o mês de outubro, a UTI adulto deve receber R$ 574 mil. Já na UTI neonatal e pediátrica o valor chega a pouco mais de R$ 1 milhão.
 
A paralisação nos atendimentos também se dá por conta da falta de repasses do Estado e da Prefeitura de Rondonópolis. O anúncio foi feito no dia 7 de dezembro por meio de uma nota no site da Santa Casa. 

"É fato público e notório as dificuldades financeiras vivenciadas pela Santa Casa de Rondonópolis nos últimos meses, em razão dos recorrentes atrasos por parte do Estado à Prefeitura Municipal de Rondonópolis e a não efetivação do pagamento mensal acordado com a prefeitura referente aos repasses que custeiam os serviços ofertados pelo hospital aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS)", diz trecho do comunicado. 

Outro lado

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Saúde (Ses) informou que aguarda repasses financeiros para fazer frente com o compromisso. Veja a íntegra:

Os serviços de atendimento continuam normais segundo a Diretora do Hospital Regional de Rondonópolis. Com relação ao pagamento de débito, a SES/MT aguarda repasse de recursos financeiros para fazer frente a esse e aos demais compromissos.  
 

 

 

Fonte: Olhar Direto

Publicidade Áudio

Enquete

Você aprova ou não? Vereadores de MT tentam mudar nome de Portão do Inferno para Portal Paraíso

SIM

NÃO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE