Paranatinga, 16 de Dezembro de 2018

Geral

ATRÁS DAS GRADES

PM do Rio prende médico e mãe acusados de matar bancária

Publicado 20/07/2018 00:12:32


A Polícia Mlitar do Rio de Janeiro acaba de prender o médico Denis Furtado, acusado de matar a bancária Lilian Calixto, de 46 anos, após um procedimento estético.

 

Segundo informações preliminares ele foi preso em um centro comercial na Barra da Tijuca. Ele foi preso após a polícia receber informações pelo disk-denúncia.

 

O médico será encaminhado para a 16ª Delegacia de Polícia, onde será interrogado pela delegada Adriana Belém.

 

A mãe do médico, Maria de Fátima Barros Furtado, que estava foragida, também foi presa. A namorada de Denis, Renata Cirne, foi presa no domingo.

 

Ambos foram indiciados por homicídio qualificado e associação para o crime após a morte de Lilian.

 

Ela se submeteu a um procedimento no apartamento do médico, na Barra da Tijuca, no último sábado (14).

 

Após o procedimento, para aplicação de um produto chamado PMMA nos glúteos, ela passou mal e foi levada ao hospital Barra D´Or, onde faleceu depois de duas horas.

 

Presos em escritório de advogado

 

Segundo o jornal O Extra, o médico e sua mãe foram presos no escritório do advogado Marcus Cezar Braga, que está sendo contratado.

 

"Mais cedo, policiais do 10º BPM (Barra do Piraí) tinham feito uma busca em Vassouras, no Sul Fluminense. Os agentes foram até uma fazenda e um hotel na cidade, de propriedade do empresário Carlos César Matoso Furtado, pai de Denis, que confirmou que o filho esteve no local na quarta-feira, dia 11", informou o jornal.

 

"Os PMs tinham ainda a informação de que o médico teria comprado um Fiat Punto branco, numa concessionária em Vassouras". completou.

 

Médico cita "fatalidade" 
 

O médico Denis Furtado se manifestou sobre o ocorrido por meio de um vídeo publicado em seu perfil no Instagram, na tarde de hoje.

 

Ele afirmou que a morte de Lilian foi uma “fatalidade”.

 

“Mas uma fatalidade que acontece com qualquer médico. Uma paciente minha, após um procedimento de bioplastia de glúteo - que eu já realizei 9 mil - saiu do consultório muito bem. E umas seis horas após o procedimento, levei-a ao hospital e ela chegou a óbito com uma parada cardíaca”, disse.

 

Segundo Denis, a causa da morte é um “mistério”. Ainda na publicação ele afirmou estar sendo injustiçado; “É uma injustiça o que estão falando de mim na televisão. Uma injustiça me acusarem de não ser medico. Tenho CRM ativo”, acrescentou.

 

 

Fonte: Midia News

Publicidade Áudio

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE