Paranatinga, 21 de Janeiro de 2018

Geral

Homem que matou sogro e atirou contra cunhada se entrega à polícia

MATOU SOGRO | 14/12/2017 13:03:24


O autor do homicídio consumado do sogro e tentativa de homicídio contra a cunhada, ocorrido em Castanheira (735 km a Noroeste), teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Judiciária Civil, na quarta-feira (13). O acusado, Rene Valois Araújo, 28, se apresentou na Delegacia de Castanheira, quando já estava com a ordem de prisão preventiva decretada.
 
O suspeito responderá em inquérito policial pelos crimes de homicídio, tentativa de homicídio, ameaça e cárcere privado. O crime aconteceu na noite de domingo (10), no sítio em que o suspeito morava com a companheira, de 17 anos, a cerca de 70 quilômetros de Castanheira. Os pais e a irmã da adolescente foram até a propriedade após suspeitarem de que a jovem  estava sofrendo agressões físicas do companheiro.
 
De acordo com a Polícia Civil, no local, o suspeito utilizando uma arma de fogo (pistola), calibre 22, alvejou o seu sogro, Ademir Julião Siqueira, de 42 anos, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O acusado também efetuou disparos contra a sua cunhada, de 24 anos, que foi socorrida e encaminhada para o Hospital da cidade. Após praticar os crimes, o suspeito fugiu em sua picape Volkswagem Saveiro.
 
Em buscas na residência, policiais apreenderam uma espingarda calibre 20 municiada, que estava dentro de um guarda-roupa e 94 munições. Em seguida, os investigadores foram até o hospital, onde ouviram as vítimas, sendo a adolescente companheira do acusado, sua mãe e sua irmã.
 
Com base nos indícios de autoria, imediatamente o delegado Marco Bortollotto Remuzzi representou pelo mandado de prisão preventiva contra o suspeito, que foi prontamente atendido pelo Poder Judiciário. Com a ordem de prisão expedida, os policiais iniciaram as buscas pelo suspeito, que se apresentou na Delegacia de Castanheira, na quarta-feira (13).
 
Em interrogatório, o suspeito confessou e deu detalhes do crime, dizendo que tinha raiva do sogro por situações familiares anteriores, a qual foi agravada pelo fato daquele dia ele querer levar a filha embora de casa. O acusado contou que efetuou 9 disparos contra o sogro, e que atirou contra a cunhada quando ela partiu para cima dele, para tentar tomar sua arma.
 
Segundo o delegado, Marco Remuzzi, a agilidade na atuação da Polícia e do Judiciário foi fundamental para a prisão do suspeito. “Quando compareceu a Delegacia, Rene não sabia que já estava com a ordem de prisão preventiva decretada, fato que foi fundamental para que ficasse detido, uma vez que não estava mais em situação de flagrante”, explicou o delegado.

 

Fonte: Olhar Direto

FACEBOOK