Paranatinga, 18 de Novembro de 2017

Geral

Cabeleireira pede ajuda para comprar peruca após perder cabelos com produto de alisamento

CABELEIREIRA | 16/10/2017 22:50:22


A cabeleireira Katiene Muniz, de Rondonópolis (a 277 km de Cuiabá), fez uma postagem no Facebook, no último dia 12, relatando a perda de seus cabelos após utilizar o produto “Sfera”, para alisamento dos fios. Após o resultado ela disse que chegou a pensar em suicídio. Em outra postagem, deste domingo (15), ela pede ajuda para comprar peruca. A Nazca Cosméticos, empresa que fabrica o produto, afirma que Katiene não seguiu as recomendações da bula e por isto sofreu estes efeitos.

Na postagem, Katiene disse que no último dia 8 fez a aplicação do produto nos cabelos e em menos de cinco minutos quase todos os fios caíram. Ela ainda disse que pensou em suicídio, mas por causa dos filhos desistiu da idéia. A princípio a cabeleireira disse que iria entrar com um processo contra a Nazca Cosméticos.

A gerente de marketing, Priscila Almeida, e a gerente de qualidade, Fabiana Lolli, da Nazca cosméticos afirmaram ao Olhar Direto que assim que tomaram conhecimento do caso de Katiene já tentaram entrar em contato. De início a empresa tentou contato apenas pelo próprio Facebook, já que não tinham o número da cabeleireira. Já na sexta-feira (13), uma pessoa entrou em contato com a Nazca e passou o telefone de Katiene.

“Ela disse que estava chateada pela situação, mas que sentia um pouco melhor por ter sido procurada pela empresa. Como estávamos em feriado prolongado, ficou acertado com ela que nas primeiras horas de hoje ligaríamos novamente para que fosse combinado o suporte e o encaminhamento médico a um dermatologista, no entanto, pela manhã ela não nos atendeu”, disseram.

A empresa afirmou que se preocupa em disponibilizar informação sobre o uso correto do produto, com uma bula que demonstra o passo a passo. De acordo com eles, antes da aplicação do “Sfera” é necessário fazer um teste de toque na pele e em uma mecha de cabelo, para evitar alergia ou corte químico. Katiente não realizou estes procedimentos.

Após o contato da empresa, Katiene fez outra postagem no Facebook, neste domingo, pedindo ajuda para comprar uma peruca provisória e também reconhecendo seu erro.  Ela disse que agora "precisa é de ajuda, não críticas e nem modo de usar, pois já foi feito e agora não adianta mais". Priscila e Fabiana, da Nazca, disseram que mesmo após o reconhecimento de má aplicação do produto, a empresa se preocupou em oferecer auxílio à cabeleireira, e só aguardam resposta.

A Nazca ainda afirmou que identificou o lote do produto usado por Katiene, e fez testes, que não apontaram nenhuma anormalidade. A empresa ainda disse que é regularizada e segue todas as exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O contato com Katiene pode ser feito através de sua página no Facebook.

 

Fonte: Olhar Direto

FACEBOOK