Paranatinga, 17 de Dezembro de 2018

Geral

injúria e ameaça

Autor de ofensas é indiciado por crimes de racismo, injúria e ameaça

Publicado 26/06/2018 20:52:18


A Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Várzea Grande indiciou Rafael André Janini nos crimes de injúria qualificada, racismo e ameaça, no caso envolvendo a fotografa Mirian Rosa, de 32 anos. O inquérito policial foi concluído no dia 20 de junho e encaminhado ao Fórum de Cuiabá.

 

Rafael André Janini é o autor dos áudios enviados à vítima no dia 1º de maio, com uma série de ofensas em razão da cor de Mirian.

 

Quando interrogado na Delegacia, no dia 7 de maio, o suspeito tentou relativizar seus atos, afirmando que teria agido para se defender após se envolver em uma discussão com a vítima em um grupo de WhatsApp.

 

Apesar do “forte conteúdo” ofensivo dos áudios, Rafael alegou não ser racista, uma vez que se declara negro (assim como sua família) e que por isso “não teria como ser racista”.

 

Janini será indiciado pelo crime de racismo em razão de ter ofendido - além da fotógrafa - toda uma coletividade de afrodescentes ao afirmar, entre outras coisas, que “crioulo não serve para nada”, que é “saco de carvão, saco de lixo”, “tem que apanhar no tronco”, entre outros insultos.

 

Além de racismo, Rafael também foi indiciado por injúria qualificada, por ter ofendido a honra, a dignidade e o decoro da vítima, além de ter feito ameaças.

Fonte: Midia News

Publicidade Áudio

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE