Paranatinga, 20 de Janeiro de 2018

Esportes

Richard Gama vence duas e segue para Copa Gerdau

O cuiabano está na 16ª posição dentre 140 tenistas de toda América do Sul

Juvenil | 13/02/2017 09:33:30


Richard Gama - Crédito: Junior Martins

Richard Gama, de 13 anos, obteve duas vitórias no 47º Banana Bowl, um torneio sul-americano de tênis, realizado de 04 a 11 de fevereiro, no Recreio da Juventude, em Caxias do Sul (RS), no Brasil, certame que compõe a Gira Cosat e vale pontos para o ranking sul-americano que definirá vagas para a seleção brasileira juvenil. Seis atletas, da categoria 14 anos masculino, formarão a seleção que representará o país nos mundiais da Gira Europeia. E o cuiabano está em 16º.

Na Simples (individual), Richard Gama abriu a primeira rodada como cabeça de chave, então avançou sem enfrentar adversário, depois venceu a segunda rodada contra o brasileiro Aécio Maranhão por dois sets a zero e parciais de 6/4 e 6/2 e, em seguida, perdeu a terceira rodada para o venezuelano Francisco Villarroel por 6/4 e 7/6(5).

Nas Duplas, Richard e o parceiro brasileiro Gabriel Constantino começaram como cabeças de chave, depois venceram a segunda rodada contra os brasileiros Lucca Liu e Mathias Klimovicz por dois sets a zero e parciais de 6/1 e 6/3 e, na sequência, perderam nas quartas de final para o peruano Christopher Li e o chileno Felipe Comper por parciais de 6/1 e 6/2.

Gira Cosat

A Gira Cosat é formada por 11 etapas (torneios) e todos acumulam pontos para o ranking sul-americano. Os atletas competem, somam pontos, são posicionados no ranking e os melhores são convocados para a seleção brasileira de tênis. Ao todo são 20 vagas, seis para a categoria 14 anos masculina, seis para a 14 anos feminina, quatro para a 16 anos masculina e quatro para a 16 anos feminina. Todos os classificados receberão apoio financeiro para a Gira Europeia.

De acordo com o presidente da Federação Mato-grossense de Tênis (FMTT), Rivaldo Barbosa, a Gira Cosat dá acesso aos tenistas sul-americanos na Gira Europeia, que é considerada a primeira fase da profissionalização dos atletas no alto rendimento. Segundo ele, caso o tenista cuiabano se classifique, competirá em torneios mundiais por cerca de 40 dias na Europa. E disse: “Estamos na torcida pelo nosso representante. Será Mato Grosso na seleção e na Europa”.

Um pouco da campanha

Richard Gama teve vitórias e derrotas em torneios no Chile, Uruguai, Argentina, Colômbia, Equador, Paraguai e Brasil. Os últimos foram a Copa Clube Campestre Cali, Guayaquil Bowl, Asuncion Bowl, 47º Banana Bowl e segue para o Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre, chamada de Copa Gerdau, que ocorre de 11 a 18 de fevereiro, na Sociedade Ginástica de Porto Alegre (Sogipa), em Porto Alegre (RS), no Brasil. 

Na Copa Clube Campestre Cali, de 14 a 21.01, em Santiago de Cali, na Colômbia, Richard venceu o mexicano Francisco Borbolla por 6/2 e 7/6(5), depois ganhou do equatoriano Gian Rojas por 6/0 e 62 e perdeu para o equatoriano Álvaro Meza por 6/1 e 6/4. E, nas duplas, com o parceiro Gabriel Constantino, venceram Francisco Borbolla e Alejandro Licea, ganharam de Piero Moreno e Nicolas Mendoza, superaram Máximo Lucentini e Manuel Salvo, venceram Francisco Villarroel e Christopher Li e perderam a final para Álvaro Meza e Rodrigo Oca por 6/7(3) e 6/2(10-08).

No Guayaquil Bowl, de 21 a 28.01, em Guayaquil, Equador, o tenista cuiabano venceu a primeira rodada contra o boliviano Santiago Ibargen por 6/2 e 6/1 e perdeu a segunda rodada para o equatoriano Álvaro Meza por 6/0 e 6/1. E, nas duplas, com Constantino, venceram Ignácio Buse e Jerome Ricker e perderam a segunda rodada para Felipe Comper e João Victor Loureiro.

No Asuncion Bowl, de 28.01 até 04.02, em Assunção, no Paraguai, ficou de cabeça de chave na primeira rodada e perdeu a segunda rodada contra o mexicano Francisco Borbolla por dois sets a um e parciais de 3/6, 7/6(6) e 6/2. E não jogou duplas.

Orçamento Gira

Jogar esse circuito é um investimento muito alto. Valor de passagens para vários países, estadia durante semanas, comer em restaurantes todos os dias, inscrições nos torneios e equipamentos (tênis, raquete, encordoamento e etc). Jogar a Gira Cosat é a prova de fogo para os tenistas e suas finanças (pais ou patrocinadores). E, no caso do Richard, as viagens só são possíveis pelo patrocínio do Serviço Social da Indústria (Sesi-MT), Unimed-CBA e Espaçolaser.

 

Vídeo de Richard Gama x Francisco Villarroel - https://youtu.be/02QQDKZxZwA

Texto e foto: Junior Martins

Assessoria Richard Gama – www.clippingcom.com

 

Fonte: Junior Martins

Veja Também

TENNIS KIDS | 07/01/2018

Aos 10 anos, tenista de MT conquista nacional de tênis

Cuiabano subiu duas vezes ao pódio em torneio no sul do país

RAQUETE | 04/01/2018

Bryan Kuntz disputará internacional de tênis na Colômbia

Com mais de 1.80m de altura, adolescente busca sonho de carreira profissional no Tênis

BALANÇO | 18/12/2017

Complexo Arena Pantanal bate recorde de eventos

Estruturas esportivas deixam para trás estigma de elefante branco

FINAL | 05/12/2017

Com 31 anos de diferença, líder e vice brigam por pódio no Tênis

A quantia de inscrições cresceu 48.1%, na comparação do 1ª semestre de 2017 com o 1ª de 2016

PERFORMANCE | 01/12/2017

Aecim Tocantins sedia estadual de Crossfit neste fim de semana

Com atletas de Cuiabá, Várzea Grande, Campo Verde, Rondonópolis e Primavera do Leste

TRIUNFO | 27/11/2017

Mato Grosso brilha em torneio nacional de Wrestling

Lutadores de MT faturaram três ouros e dois bronzes em competição nacional

ESPORTE MENTAL | 27/11/2017

Tangará da Serra sediará estadual de Xadrez em dezembro

“A competição mais forte do ano, com velha guarda versus juventude”, diz FMTX

“Os Jogos Escolares reúnem os melhores atletas estudantis de todo país”, diz lutadora | 27/11/2017

Judoca de MT leva bronze no nacional dos Jogos Escolares

Ver Mais
FACEBOOK