Paranatinga, 16 de Outubro de 2018

Esportes

Ex-Shakhtar? Com currículo "invisível", jogador usa passado de outro para enganar clube do RN

RIO GRANDE DO NORTE | 07/02/2018 17:15:57


jogador com passagens por gigantes como Vasco, Santos, PSV (Holanda) e campeão da Copa da Uefa pelo Shakhtar Donetsk (Ucrânia) desembarca de paraquedas no modesto Força e Luz, lanterna do Campeonato Potiguar. Essa é história do lateral-direito Denis Vieri, de 34 anos, que se apresentou nesta terça-feira ao modesto time de Natal. Ou essa seria dele, não fosse o currículo "invisível" do jogador. Denis Vieira da Silva, o Denis Vieri, na verdade, não tem registros oficiais em nenhum dos clubes grandes que garante ter atuado, o que causou a desconfiança do GloboEsporte.com. Ele também não consegue comprovar seu tempo de boleiro com sequer uma mera foto, em pleno ano de 2018.

Sobre o jogador, não há nenhum registro nos sites de todos esses clubes. A reportagem, por isso, pediu ao atleta alguma imagem que pudesse provar a passagem dele por esses gigantes. À nossa equipe foi enviado pelo assessor dele um vídeo da época em que o jogador teria supostamente defendido o Santos como lateral-direito, em 2006.

O vídeo, no entanto, mostrava lances de um homônimo: o lateral Denis de Oliveira Souza, jogador que de fato passou pelo Peixe naquele ano e também atuou no Ipatinga, Bahia e Corinthians (relembre aqui o Denis "original"). Esse está aposentado desde 2011. E foi por ele que o tal "Denis Vieri" tentou se passar para a reportagem.

Questionado sobre a situação, o jogador disse que se tratou de um erro do seu assessor, que, segundo ele, leva o nome de Rodrigo Lassance. O número telefônico utilizado pelo assessor, por coincidência, era o mesmo de Denis e foi por onde chegou o vídeo via WhatsApp.

Apesar de colocar a responsabilidade nas costas de um assessor, o próprio Denis já se passou pelo seu xará. No seu Twitter, em 2014, ele afirma ser o autor do gol do Santos na partida diante do Fortaleza pelo Campeonato Brasileiro de 2006, que terminou 1 a 1. O autor do gol é o Denis de Oliveira Souza.

A respeito disso, Denis garantiu que essa conta na rede social não é sua.

- Eu não tenho Twitter. Ponto. E eu sou uma pessoa que já passei por muita coisa na minha vida. Vocês já devem ter averiguado. Eu tive problemas com meu irmão, vocês já devem ter olhado. Não é difícil, é só colocar meu nome. Já foi provado que não sou eu. Eu não tenho Twitter e nunca tive. Nem com essa assessoria agora. Ponto. Eu nunca tive Twitter. Se provar que fui eu, eu assumo. Então, eu não sou esse tipo de pessoa, não - disse.

O jogador ainda garante ter sido campeão paranaense com o Paraná Clube em 2001, carioca com o Vasco em 2003 e mineiro com o Ipatinga, em 2005. O GloboEsporte.com conversou com um roupeiro do clube mineiro daquela época que garantiu "nunca ter visto" o jogador.

Para "comprovar" a suposta passagem pelo Vasco, Denis tenta explorar, em suas redes sociais, uma semelhança física e usa fotos do meia Morais, que atuou no clube entre 2002 e 2008. As fotos dele com a camisa do Vasco, enviadas ao GE, também são referentes a um time amador de Minas Gerais.

Carreiras embaralhadas

A carreira contada por Denis Vieri não é igual a do ex-lateral-direito Denis de Oliveira Souza. O "Vieri", hoje no Força e Luz, diz ter passado por clubes pelos quais o outro nunca jogou. No entanto, em alguns momentos as histórias se confundem por algumas razões.

  • Os dois têm a mesma idade: Denis Vieira da Silva, o Denis Vieri, nasceu em 19 de outubro de 1983 (34 anos). Dênis Oliveira de Souza nasceu em 21 de setembro de 1983 (34 anos).
  • Os dois são mineiros: o Vieri é de Belo Horizonte e o Oliveira, de Ipatinga.
  • Os dois são laterais-direitos.
  • Denis Oliveira de Souza passou pelo Ipatinga antes de ir para o Santos. Os anos das passagens são iguais aos relatados por Denis Vieri, que também teria feito o mesmo caminho, entre 2005 e 2007.]
  • Segundo Denis, algumas confusões acontecem pelo fato de os dois terem atuado, segundo a sua história, simultaneamente no Santos. Ele, inclusive, diz que foi afastado do time após discussão com o então técnico Vanderlei Luxemburgo.

    - Eu sou uma pessoa que me imponho mesmo, eu falo o que eu tenho que achar que falar. E eu e o Vanderlei (Luxemburgo), a gente discutiu várias vezes. Eu queria jogar, eu tinha 22, 23 anos. E quando você não tem oportunidade no clube, você acaba treinando separado. Entra, por exemplo, no teu currículo, campeão paulista, mas você não jogou. E quem jogou foi o outro. Aí você pesquisa o nome de um e sai o outro, mas não é. Aí você clica na foto e a foto é do cara. Eu não joguei. Está no currículo, mas eu não joguei - conta.

 

 

Fonte: GLOBO ESPORTE

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE