Paranatinga, 27 de Maio de 2018

Esportes

Brasil é hepta da Copa América Feminina e garante vaga em Tóquio-2020

COPA AMÉRICA DE FUTEBOL FEMININO | 29/04/2018 23:17:47


Em mais uma atuação primorosa e sem sustos, a seleção brasileira de futebol feminino derrotou a Colômbia por 3 a 0, neste domingo, no estádio La Portada, em La Serena, no Chile, pela terceira e última rodada do quadrangular decisivo, e conquistou, com 100% de aproveitamento em sete jogos, o heptacampeonato da Copa América. De quebra, a sétima taça valeu uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, em 2020.

 

Os gols brasileiros contra a Colômbia foram marcados por Mônica (duas vezes) e a veterana Formiga. O time comandado pelo técnico Osvaldo Alvarez, o Vadão, entrou em campo já com o título garantido, pois na preliminar o Chile havia derrotado a Argentina por 4 a 0. As chilenas ficaram com o vice e, assim como o Brasil, se garantiu no Mundial de 2019, que será na França. Para os Jogos Olímpicos, terão de jogar uma repescagem contra uma seleção africana. Além disso, os quatro países deste quadrangular decisivo obtiveram vaga nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, no ano que vem.

 

Em campo, o Brasil voltou a premiar os torcedores chilenos com um futebol envolvente. Aos 20 minutos, Debinha ficou muito perto de abrir o placar, mas a zaga colombiana salvou em cima da linha Nove minutos depois, porém, as colombianas não conseguiram impedir o gol brasileiro. Após cobrança de falta levantada na área, Mônica fez de cabeça.

 

A Colômbia tentou responder em chute de longa distância, aos 35 minutos, mas a bola explodiu no travessão. No último lance do primeiro tempo, Formiga marcou um golaço e ampliou a vantagem brasileira. Após cobrança de escanteio e desvio na primeira trave, a camisa 8 emendou um belo voleio e estufou as redes.

 

A seleção brasileira manteve o domínio das ações na etapa final. Valorizando a posse de bola, evitou qualquer tipo de reação das adversárias. Aos 10 minutos, Marta quase deixou o dela, mas parou na boa defesa da goleira, que espalmou para escanteio. Aos 15, Debinha também assustou e ficou na cara do gol, mas finalizou para fora. Aos 26, Mônica repetiu a dose e fechou o marcador para o Brasil. A zagueira-artilheira aproveitou cobrança de falta de Marta e deu números finais ao jogo.

 

O time brasileiro que foi a campo neste domingo teve: Barbara (Letícia); Rilany, Mônica, Rafaelle (Erika) e Tamires (Andressa Alves); Thaisa, Formiga, Marta e Thaisinha; Debinha e Cristiane. "Viemos aqui para disputar uma grande competição. Não somente para ganhar. Senti que estamos progredindo e saímos daqui com a consciência tranquila", disse Marta ao final do jogo.

 

Fonte: o tempo

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE