Paranatinga, 18 de Outubro de 2018

Eleições

Wellington diz que MM usou incentivos e não pagou funcionários

SUBIU O TOM | 19/09/2018 15:57:39


O candidato ao Governo Wellington Fagundes (PR) adotou a mesma tática do governador Pedro Taques (PSDB) e intensificou suas críticas contra o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM), que lidera pesquisas de intenção de voto ao Palácio Paiaguás até o momento.

 

Assim como Taques, Fagundes recorreu aos problemas financeiros enfrentados pelas empresas de Mendes. O democrata é dono do grupo Bipar, que está em processo de recuperação judicial.

 

Fagundes afirmou, inclusive, que Mendes recebeu incentivos fiscais e ainda assim “deu o calote” em alguns de seus funcionários.

 

 

Um dos mais beneficiados, que milhões de reais caíram na conta da empresa dele - que está em recuperação - e que os funcionários não recebem salários

“O candidato Mauro disse em uma entrevista que quer continuar com incentivos fiscais. Claro, porque ele é um dos beneficiados. Um dos mais beneficiados, que milhões de reais caíram na conta da empresa dele - que está em recuperação - e que os funcionários não recebem salários”, disse Fagundes.

 

A declaração foi dada na manhã desta quarta-feira (19), em entrevista à Rádio Vila Real.

 

Na ocasião, Fagundes - que também tem atividades comerciais - disse que jamais recebeu incentivos fiscais, mas afirmou não ser contra o benefício.

 

Ele defendeu, no entanto, que as empresas beneficiadas façam as contrapartidas sociais.

 

“Tenho 38 anos como empresário e nunca peguei um real de inventivo fiscal. Não sou contra incentivo, muito pelo contrário. Agora a empresa com incentivo tem que devolver o que está previsto na lei, que é a compensação social, além da geração e emprego", disse.

 

“Ele pegou dinheiro e não pagou funcionários. Nessa recuperação judicial, ele pegou dentro do Refis [Programa de Refinanciamento de Dívidas] mais de R$ 50 milhões – não pagou imposto. Está dizendo que está recuperando hoje. Com recurso público, porque teve que ter o incentivo para poder fazer esse encontro”, concluiu Fagundes.

 

Fonte: midianews

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE