Paranatinga, 17 de Agosto de 2018

Eleições

Selma diz que secretários de Taques tentaram aproximação mas dispensa Executivo

Selma | 07/04/2018 11:32:05


Filiada ao PSL e lançada como pré-candidata ao Senado, a juíza Selam Rosane Santos Arruda disse ter recebido convites de aproximação feito pelo secretariado do governador Pedro Taques (PSDB) e garantiu que não seguirá o caminho do colega também vindo do Poder Judiciário de tentar migrar para o Poder Executivo.

De acordo com Selma, dois secretários muitos ligados ao Taques entraram em contato com ela com propostas para filiação e um eventual lançamento de pré-candidatura na chapa de reeleição do governador.

“Não recebi nenhum convite dele. Recebi um convite do secretário Marco Marrafon (Educação) e do deputado Max Russi (Ex-chefe da Casa Civil). Não aceitei por que as ideologias dos partidos não combinava comigo”, confirmou a magistrada.

A juíza também disse entender a imprensa o comparar com Taques, por também ter vindo do Poder Judiciário, mas explicou que não pretende trilhar o seu caminho de tentar ir para algum cargo no Executivo, por não ter experiência na área.

“O que eu vejo é que pode haver uma semelhança com o Taques pela origem do Poder Judiciário. Mas eu não pretendo me candidatar a governadora. Eu não tenho experiência administrativa. A forma que me vejo atuando é na legislação, trabalhei a vida inteira com lei e é com isso que sei trabalhar”, concluiu.

Selma, a convite do próprio deputado federal e pré-candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro se filiou ao PSL na tarde de ontem e teve sua pré-candidatura ao Senado lançada pelo presidente da sigla no Estado, deputado Victório Galli, além de outros membros do diretório.

Além de falar sobre Taques, a magistrada também confirmou ser a favor do porte de arma e que não concorda com todas as idéias de Jair Bolsonaro, porém acredita em seu trabalho e que ele pode sair vitorioso na eleição de outubro.

 

 

Fonte: Olhar Direto

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE