Paranatinga, 19 de Novembro de 2017

Eleições

“Se Blairo for candidato, uma vaga já é dele”, diz Medeiros

ELEIÇOES | 27/03/2017 00:16:47


O senador José Medeiros (PSD) já dá como certa a vitória do ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), caso ele opte por concorrer novamente a uma vaga no Senado Federal, em 2018.

 

Maggi licenciou-se do cargo de senador, em maio do ano passado, para assumir o ministério, a convite do presidente Michel Temer (PMDB).

 

“Em todos os Estados teremos duas vagas do Senado em disputa. Mas vejo que em Mato Grosso só tem uma. Eu considero que, por tudo que ele já fez pelo Estado, pelo conhecimento que tem, pela estrutura política e financeira que ele tem, uma vaga já é dele [Blairo]”, disse Medeiros.

 

Eu considero que, por tudo que ele já fez pelo Estado, pelo conhecimento que tem, pela estrutura política e financeira que ele tem, uma vaga já é dele

O senador lembrou, no entanto, que o nome de Maggi vem sendo ventilado como um possível candidato à Presidência da República.

 

O fato é defendido, inclusive, por lideranças do PP em todo o País, como é o caso do presidente nacional da sigla, senador Ciro Nogueira.

 

“Agora, lá em Brasília está muito forte a conversa, todo mundo já considerando ele um presidenciável. Então, no mínimo, Blairo tem condições de ir para uma vaga de vice”, afirmou Medeiros.

 

“Ele está fazendo um trabalho extraordinário no Ministério da Agricultura, por isso que eu falo essas coisas. Lógico que se o Blairo não tivesse no pleito ao Senado teriam duas vagas em disputa. Mas hoje vejo o seguinte cenário: Blairo senador, caso ele saia. Isso que vejo”, disse.

 

“Candidato de si mesmo”

 

Medeiros, que herdou a vaga deixada pelo hoje governador Pedro Taques no Senado, disse que trabalha seu projeto de reeleição.

 

Ele observou, contudo, que a candidatura está sendo discutida com seu grupo político.

 

“Estou tentando construir o projeto de reeleição. Agora, óbvio que ninguém é candidato de si mesmo. Temos que fazer essa construção”, afirmou.

 

O senador disse ainda que não temeria enfrentar “adversários” como o próprio Blairo ou o ex-prefeito da Capital, Mauro Mendes (PSB).

 

“Quem vai para uma eleição não pode escolher adversário. Ele [Mauro] tem que trabalhar muito, mostrar serviço e tentar ser um dos escolhidos. Quanto mais nomes tiver para essa disputa ao Senado, melhor para a população que vai poder escolher”, concluiu.

 

Fonte: Mídia News

FACEBOOK