Paranatinga, 17 de Novembro de 2018

Eleições

Russi: Mendes precisa implantar medidas já nos primeiros dias

FUTURO GOVERNO | 06/11/2018 11:47:48


O deputado estadual Max Russi (PSB) defendeu que o governador eleito Mauro Mendes (DEM) tome as medidas mais estruturantes de sua gestão logo nos primeiros 100 dias à frente do Palácio Paiaguás.

 

Mauro tem dito que irá adotar uma série de ações como forma de conter a crise econômica, entre as quais ele citou a fusão de secretarias e redução no número de cargos comissionados do Executivo, por exemplo.

 

Russi disse, inclusive, que Mendes já deve aproveitar o período de transição de Governo para iniciar essas eventuais mudanças.

 

 

Se eu fosse dizer alguma coisa a ele eu diria: faça uma grande transição, veja todas as medidas e ações que quer tomar e tome essas medidas nos primeiros 100, 90 dias do Governo

“Acho que muitas mudanças, alterações, muito do que ele quer implantar tem que pensar já na transição. Ele tem 60 dias para fazer uma boa transição, fazer as mudanças, o que acha importante logo no início do seu Governo. Cada dia que ele demorar para tomar uma decisão, um encaminhamento, será um dia a menos durante os quatro anos que ele tem para tentar acertar e fazer a melhor gestão possível”, disse Russi.

 

“Se eu fosse dizer alguma coisa a ele eu diria: faça uma grande transição, veja todas as medidas e ações que quer tomar e tome essas medidas nos primeiros 100, 90 dias do Governo. E acho que tem condição de fazer isso”, acrescentou o deputado.

 

As declarações foram dadas na manhã desta segunda-feira (5), durante entrevista à Rádio Capital FM.

 

Na ocasião, Russi afirmou ainda acreditar que Mendes não encontrará grandes dificuldades no trato com a Assembleia Legislativo no que diz respeito a esses ajustes que o governador eleito pretende fazer.

 

“A Assembleia Legislativa renovou bastante, mas tenho certeza dos deputados que lá continuaram e dos novos que estão chegando todos querem contribuir com o Estado, querem ajudar”, disse.

 

“Então, o Mauro não vai ter dificuldades na Assembleia. Vai ter sim, deputados que irão cobrar, criticar, irão querer melhoras de projetos. Isso faz parte, um parlamento atuante, que cobre, que ajude. Com certeza é o que a população espera”, concluiu.

 

Fonte: midianews

Publicidade Áudio

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE