Paranatinga, 14 de Novembro de 2018

Eleições

Ciro chama Bonner de arrogante e nega risco à imprensa

CARO GOMES | 31/10/2018 17:05:19


O cliche entrevista bombástica’ se faz necessário: Ciro Gomes, ex-candidato do PDT à Presidência da República, expurgou mágoas ao falar com o repórter Gustavo Uribe, da Folha de S. Paulo

O ex-candidato do PDT acha que a imprensa ajudou Bolsonaro a se eleger

Foto: Fotomontagem: Blog Sala de TV / Divulgação

O texto publicado na edição desta quarta-feira gerou ruidosa repercussão em portais de notícias, blogs políticos e nas redes sociais.

 

Um dos alvos do político foi o âncora e editor-chefe do Jornal NacionalWilliam Bonner. Ao ser questionado pela reportagem do jornal se a imprensa ajudou a eleger Jair BolsonaroCiro atacou: “A arrogância do (WilliamBonner achando que podia tutelar a nação brasileira, falar pela nação brasileira”.

A reação crítica ao poderoso jornalista da Globo pode ser interpretada como consequência do embate de Ciro com Bonner e a apresentadora e editora-executiva do JNRenata Vasconcellos, quando o então presidenciável pedetista foi sabatinado na bancada do telejornal, em agosto.

Na ocasião, apesar de não ter tido nenhuma reação explosiva, ele se mostrou incomodado com as longas perguntas e as muitas contestações de suas respostas.

Pelo desabafo feito na FolhaCiro Gomes não aceita Bonner como ‘o dono da verdade’ do jornalismo televisivo. Nem o considera representante da voz do povo.

Em outro trecho da entrevista ao jornal paulista, o ex-governador do Ceará negou que haja risco iminente ao trabalho dos jornalistas brasileiros. “É muito epidérmica a nossa sensibilidade. Não acho que tem havido nenhuma ameaça à liberdade de imprensa até aqui.”

No peculiar estilo ‘Ciro sincerão’, ele aproveitou para cutucar a cobertura da eleição: “A imprensa brasileira nepotista e plutocrata como é parte responsável também por essa tragédia (a eleição de Bolsonaro)”.

O repórter ainda quis saber a opinião do líder da esquerda a respeito dos ataques feitos pelo presidente eleito ao jornal. “A Folha tem capacidade de reagir a isso e precisa ter também um pouco de humildade, de respeitar a crítica dos outros”, respondeu Ciro, sem filtro, como sempre.

 

Fonte: Terra

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE