Paranatinga, 18 de Novembro de 2017

Ecônomia

Crise derruba 80 mil linhas de telefonia móvel em Mato Grosso e 7 mil assinaturas de TV Paga

CRISE | 23/01/2017 23:35:21


recessão econômica em 2016 afetou os setores de telefonia móvel e TV Paga (TV por Assinatura) em Mato Grosso também. No ano passado 80.755 linhas de celular foram canceladas no Estado, além de 7.850 assinaturas de TV Paga. Os números constam na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

O Brasil em 2016 registrou o cancelamento de mais de 13,7 milhões de linhas móveis em comparação a 2015. Somente em Mato Grosso, segundo dados da Anatel, foram 80.755 linhas de celular que deixaram de existir. O Estado fechou o ano com um total de 4.079.894 linhas de telefonia móvel, contra as 4.160.649 linhas existentes em 2015.

De acordo com a Anatel, apenas no comparativo de dezembro com novembro foi constatada a desativação de 34.829 linhas, de um total de 4.114.723 em novembro para 4.079.894 linhas.

Já a TV Paga registrou queda de 7.850 assinantes em Mato Grosso na variação dos 12 meses até novembro. A Anatel revela que no comparativo de novembro com outubro o recuo no Estado foi de 2.594 assinaturas. Até novembro Mato Grosso registrava 224.652 assinaturas de TV Paga.

A recessão econômica é apontada pelos consumidores como principal fator para o cancelamento de assinatura de TV Paga, bem como de linhas de telefonia móvel, principalmente no caso daqueles que possuem mais de uma linha.

“Infelizmente o lazer é o primeiro item a ser cortado diante a crise econômica. Aqui em casa tive de cortar a TV por Assinatura, até porque o preço subiu também. O supérfluo é o primeiro a ser cortado”, comenta o administrador de empresas Fabricio Cunha.

Fonte: Olhar Direto

FACEBOOK