Paranatinga, 27 de Maio de 2018

Cidades

Trio que ostentava armas e homicídios na web morre em confronto com a polícia

FOGO CONTRA FOGO | 06/02/2018 11:51:49


Três homens suspeitos de ostentar armas e assassinatos na internet morreram em um confronto com a Polícia Militar no domingo (4), em Goiânia. De acordo com a corporação, eles faziam parte de uma facção criminosa responsável por pelo menos sete homicídios. Outras três pessoas foram presas.

 

Segundo o comandante da Rotam, major Daniel Pires Aleixo, o grupo foi desarticulado após a corporação abordar um casal, que integraria a quadrilha, em um carro roubado. A Rotam afirmou que o automóvel seria usado em um homicídio. Na sequência, os policiais foram até uma casa onde os outros integrantes estavam.

 

Conforme Aleixo, chegando à casa, três pessoas saíram armadas atirando contra os policiais, que revidaram. Morreram no confronto Erick Rennistawber Urbano Vieira, de 24 anos, Walensson Fonseca dos Reis Oliveira, de 23, e Marrony Palhano Bezerra, também de 23 anos. “Por este áudio, nós só temos um recado para dar a estes marginais. Se vierem com esta atitude, o destino será o mesmo dos companheiros deles: a morte”, disse o major.

 

Nos celulares apreendidos, a PM disse que encontrou vídeos e áudios do grupo ostentando armas e crimes (veja acima). Em uma das gravações, um jovem ameaçava “furar a Rotam [Rondas Ostensivas Metropolitanas] de cima a baixo” caso fosse abordado.

 

Segundo o comandante, Matheus da Silva e Gabrielen Carvalho de Araújo foram abordados após passar pela barreira policial da GO-070. Matheus teria dito aos policiais que levaria o carro até a casa onde os outros estavam, no Setor Buena Vista, na região sudoeste da capital. A corporação foi até o local, onde houve a troca de tiros. Também foi presa Jennifer Ferraz Barreto, que estava na residência. “Eles deram conta de que três pessoas que tinham participações em diversos homicídios na Região Metropolitana estavam em uma residência. Foi feito o adentramento a esta residência, onde foram identificados outros três indivíduos. No momento da identificação, eles estavam portando três armas de fogo”, contou.

 

Com o grupo foram apreendidos, além do Toyota Corola com registro de roubo, duas pistolas Glock 9 milímetros, sendo uma delas com carregador estendido, e uma pistola de uso da Polícia Civil. O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da Polícia Civil e aguarda um posicionamento sobre a apreensão do armamento.

 

Os membros do grupo mortos no confronto tinham, segundo a PM, passagens por roubo, adulteração, lesão corporal, receptação, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

 

 

Fonte: G1

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE